Lisboa, 25 jul 2018 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Chilena vai realizar a partir de segunda-feira uma realizam assembleia extraordinária para debater a resposta a casos de abusos sexuais, que já levaram à intervenção do Papa.

Segundo o jornal da Santa Sé, ‘L’Osservatore Romano’, a Procuradoria Nacional do Chile anunciou esta terça-feira que, de 1960 até hoje, a sua unidade especializada em investigações sobre violações de direitos humanos, violência de género e crimes sexuais investigou 158 religiosos católicos associados a 144 casos.

O porta-voz do episcopado, Jaime Coiro, sublinhou que os dados evocam “um processo extremamente doloroso” para as vítimas.

“Estes números assustam-nos e é isso que mais nos preocupa”, assinalou.

OC

Partilhar:
Share