AGENDA

Jul
6
Seg
UCP: Faculdade de Ciências Humanas reflete sobre «ecocultura» no futuro pós-pandemia
Jul 6_Jul 11 todo o dia

Lisboa, 26 jun 2020 (Ecclesia) – A Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa vai dinamizar a sua Lisbon Summer School 2020 dedicada ao tema “Ecoculture”, no futuro pós-pandemia, de 6 e 11 de julho, e vai realizar-se em formato online.

“O tema não podia ser mais pertinente. Numa altura em que se debate os efeitos da pandemia de Covid-19 sobre o meio ambiente, a Summer School será dedicada à reflexão sobre a inter-relação entre cultura e meio ambiente, examinando a crescente consciência do impacto negativo das atividades humanas”, explica a diretora académica do Lisbon Consortium e coordenadora do Mestrado em Estudos de Cultura.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, pela Universidade Católica Portuguesa, Diana Gonçalves afirma que, “mais do que nunca, importa discutir a necessidade de repensar, reconceptualizar e redefinir” a relação entre humanos e o mundo não humano.

A décima edição da Lisbon Summer School da FCH-Católica conta com oradores como com Lawrence Buell, Ariel Salleh, Viriato Soromenho-Marques e a coreógrafa  Vera Mantero, que mostrará a sua obra ‘O Limpo e o Sujo’, para refletir sobre a ecocultura no futuro pós-pandemia.

A Faculdade de Ciências Humanas informa que Ariel Salleh vai abrir a Summer School com uma palestra sobre ecofeminismo, uma das suas áreas de investigação, e Viriato Soromenho-Marques falará sobre valores sociais no presente momento de crise ambiental.

Entre os oradores principais, a organização destaca Lawrence Buell, prestigiado académico da área da literatura americana e da ecocrítica da Harvard University (professor emérito) e autor de obras seminais como Literature and Environment (2011), The Future of Environmental Criticism (2005).

A iniciativa do Lisbon Consortium da Faculdade de Ciências Humanas da UCP, que “promove a articulação entre o mundo artístico e o mundo académico”, vai decorrer, pela primeira vez, em formato online, entre 6 e 11 de julho, reunindo professores, curadores, artistas e jovens investigadores para uma semana de palestras, apresentações, debates e atividades artísticas que pretendem “provocar a reflexão sobre a cultura e arte contemporâneas”, este ano com mais de 100 participantes de 30 nacionalidades, de todos os continentes.

CB

UCP: Academia Júnior da Faculdade de Ciências Humanas em formato virtual
Jul 6@9:30_Jul 10@13:00

Foto DR – Academia Júnior na UCP

Lisboa, 26 Jun 2020 (ECCLESIA) – A Academia Júnior da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (UCP), para alunos do 9.º ao 12.º ano, realiza-se, de 06 a 10 de julho, em formato virtual.

Esta semana “virtual” na universidade vai ser “uma experiência única de descoberta da vocação profissional”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

«Ateliê de Media Digitais», «Viagem ao outro lado do ecrã: a tradução audiovisual», «Transforma o mundo à tua volta!» e «Psicologia: Inside Out» são alguns dos ateliês temáticos que compõem o programa desta edição.

Estes ateliês vão dar a conhecer a Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (UCP) e as suas cinco licenciaturas: Comunicação Social e Cultural, Psicologia, Serviço Social, Línguas Estrangeiras Aplicadas e Filosofia.

O programa da Academia Júnior 2020 contempla ainda “sessões que permitem conhecer melhor o dia-a-dia na Faculdade de Ciências Humanas através de uma conversa com a Associação de Estudantes e com atuais alunos e as oportunidades de intercâmbio e de estágios através de uma apresentação do Gabinete de Carreiras e do Gabinete de Relações Internacionais da FCH-Católica”, refere a nota

A Academia Júnior 2020 decorrerá das 9h30 às 13h00 através da plataforma Zoom. O programa encontra-se disponível no website da faculdade e as inscrições já estão abertas.

LFS

Jul
8
Qua
Fátima: Curso de verão sobre o santuário, iconografia, cidade e a museologia
Jul 8_Jul 10 todo o dia

Fátima, 03 Jun 2020 (ECCLESIA) – O Santuário de Fátima vai promover, de 8 a 10 de julho, a 5.ª edição dos cursos de verão, este ano com o tema «Fátima e a Arte: o Santuário, a Iconografia, a Cidade e a Museologia».

Esta iniciativa, ministrada por Marco Daniel Duarte, diretor do Departamento de Estudos e do Museu do Santuário de Fátima, vai trabalhar este ano o tema da arte em Fátima, “procurando analisar as construções físicas que, através das diferentes estéticas, materializam o Santuário de Fátima e ainda toda a iconografia que em Fátima e de Fátima nasce e se difunde por todo o mundo”, refere um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

O departamento de estudos pretende com este curso dar resposta a “muitas solicitações” que chegam “de que esta temática mereceria ser tratada num curso de verão”, sublinha Marco Daniel Duarte.

O padre Carlos Cabecinhas, reitor do Santuário de Fátima, e Marco Daniel Duarte, coordenador dos Cursos de Verão do Santuário de Fátima, dão início aos trabalhos no dia 8 de julho, lê-se no programa.

LFS

Jul
10
Sex
COVID-19: Do Porto a Santiago de Compostela com uma luz acesa
Jul 10 todo o dia

Porto, 03 Jul 2020 (ECCLESIA) – Um grupo de caminheiros que trilha “com regularidade” o «Caminho de Santiago», vai unir a Sé do Porto à Catedral de Santiago de Compostela (Espanha), de 11 a 24 de julho, com uma mochila que transporta uma luz acesa.

Os caminheiros vão “homenagear os que trabalharam e os que caíram durante a pandemia” que assolou o mundo nos últimos meses, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Uma de homenagear, em tempos de pandemia, todos os que com “o seu trabalho e dedicação se entregaram às suas causas e profissões sem parar de trabalhar, não esquecendo aqueles que desapareceram devido à pandemia”.

O grupo, onde está incluído Guilherme Rodrigues, um dos promotores da iniciativa, vai sair na madrugada do dia 11 de julho, de forma a poder unir-se ao grupo que faz o caminho francês e entrarem juntos em Santiago de Compostela no dia 24 de julho.

“A ideia é que a mochila com «A Luz do Caminho» não pare, chegando à praça do Obradoiro com a luz acesa, para depois entrarem e serem benzidas, ambas as mochilas, na Catedral de Santiago”, lê-se.

A mochila contém uma luz acesa e ainda um spray desinfetante, que deverá ser usado antes e depois de cada passagem de mochila, e máscaras que os peregrinos deverão usar quando caminharem acompanhados, respeitando as distâncias de segurança.

A mochila «A Luz do Caminho» será benzida na missa das 11h00 horas, dia 10 de julho na Sé do Porto, onde a luz será acesa para, “de forma simbólica, o grupo português, dar início a esta caminhada”.

LFS

Beja: Bispo e clero celebram Missa Crismal
Jul 10@17:30

Foto: C.M. Beja

Beja, 08 jul 2020 (Ecclesia) – O bispo de Beja vai presidir à Missa Crismal, no 250º Aniversário da Restauração da diocese, às 17h30, desta sexta-feira, dia 10 de julho, na Sé.

A Missa Crismal presidida por D. João Marcos vai reunir o bispo diocesano com o seu clero, numa celebração onde vão renovam os compromissos da ordenação sacerdotal.

A Eucaristia, às 17h30 desta sexta-feira, foi adiada por cauda da pandemia do coronavírus Covid-19, de Quinta-feira, quando é normalmente celebrada com a bênção dos Santos Óleos, e realiza-se no aniversário dos 250 anos da restauração da Diocese de Beja (1770-2020).

A diocese alentejana foi restaurada a 10 de julho de 1770, através da bla ‘Agrum Universalis Ecclesiae’, do Papa Clemente XIV, e começou o programa espiritual e comemorativo para os 250 anos da sua restauração, no dia 1 de dezembro de 2019, mobilizados pelo lema pastoral ‘Somos Igreja Celebrante’.

CB/OC

Publicações: Apresentação do livro «No coração da Igreja», do reitor do Santuário de Fátima
Jul 10@17:30

Lisboa, 02 jul 2020 (Ecclesia) – O reitor do Santuário de Fátima, o padre Carlos Cabecinhas, escreveu a obra ‘No coração da Igreja – Eucaristia, comunidade e missão’, que vai ser apresentada às 17h30, de 10 de julho, no anfiteatro do Centro Pastoral de Paulo VI.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a Paulus Editora, informa que o novo livro ‘No coração da Igreja – Eucaristia, comunidade e missão’ vai ser apresentado pelo diretor do Departamento de Liturgia do Santuário de Fátima, o padre Joaquim Ganhão, numa sessão que conta com a presença de D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima.

“Uma obra de síntese, única, de um teólogo português, muito bem fundamentada e sistematizada, que apresenta a Eucaristia nas várias vertentes do mistério acreditado, celebrado e vivido, na dimensão pessoal, eclesial e missionária. O autor consegue fazer tudo isto conjugando os aspetos teológico, litúrgico e pastoral dentro de um horizonte de evangelização e numa linguagem acessível e atraente”, escreveu o cardeal D. António Marto, no prefácio do livro.

O bispo de Leiria-Fátima afirma que “depois do estudo atento do livro, o leitor não olhará mais a Eucaristia como simples rito, mas como encontro único e insubstituível, real e concreto, com Cristo ressuscitado”.

“Em cada celebração eucarística é Cristo que Se torna presente, que nos fala, que nos dá a sua vida, que nos torna participantes do mistério da sua entrega na morte e da sua ressurreição. A partir daqui surge um novo olhar sobre o mistério e a sua celebração”, acrescenta D. António Marto.

A Paulus Editora e o Santuário de Fátima promovem a apresentação do novo livro do padre Carlos Cabecinhas ‘No coração da Igreja – Eucaristia, comunidade e missão’, na sexta-feira, dia 10 de julho, a partir das 17h30, no anfiteatro do Centro Pastoral de Paulo VI.

O comunicado informa que o reitor do Santuário de Fátima, desde 2011, fez a sua especialização teológica no Pontifício Ateneu Santo Anselmo, em Roma, onde completou o mestrado e doutoramento em Liturgia e tem colaborado na formação teológica de agentes de pastoral litúrgica, em diversos âmbitos, para além da docência.

CB

 

Jul
11
Sáb
Braga: Santuário do Bom Jesus comemora 1º aniversário como Património Mundial da UNESCO
Jul 11 todo o dia

Foto Agência ECCLESIA/LFS – Santuário do Bom Jesus do Monte

Braga, 03 Jul 2020 (ECCLESIA) – O Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, comemora este mês dois aniversários: A elevação a Património Mundial da UNESCO e a elevação a Basílica.

A Confraria do Bom Jesus do Monte organizou um programa, nos dias 5, 7 e 11 de julho, para assinalar estas duas datas: o primeiro aniversário do Santuário do Bom Jesus como Património Mundial e o quinto aniversário da elevação a Basílica, refere o site da Arquidiocese de Braga.

No dia 5 de julho, às 11h00, celebra-se o 5º aniversário da Basílica com missa presidida pelo Arcebispo Braga, D. Jorge Ortiga, e a inclusão de novos Irmãos da Confraria e pelas 21h00 realiza-se o concerto pelo grupo vocal Cupertinos da Fundação Cupertino Miranda é transmitido online, através do Facebook do Santuário.

Já no dia 7 de Julho acontece a celebração do 1º aniversário da inscrição na Lista do Património Mundial da UNESCO com a inauguração, às 11h00, do Espaço Museológico do Coro Alto e Torre Sineira, com a presença do Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga e do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.

Às 18h00 cantam-se os parabéns ao Bom Jesus com a ajuda do Coro Académico da Universidade do Minho, mais uma vez através de transmissão online e quinze minutos depois começa, também no Facebook, o Webinar “Bom Jesus Património Mundial: onde estamos e para onde vamos?”.

No dia 11 de julho, às 18h00, é a vez da Sinfonietta de Braga assinalar as comemorações, também através da página de Facebook do Santuário.

LFS

COVID-19: Do Porto a Santiago de Compostela com uma luz acesa
Jul 11 todo o dia

Porto, 03 Jul 2020 (ECCLESIA) – Um grupo de caminheiros que trilha “com regularidade” o «Caminho de Santiago», vai unir a Sé do Porto à Catedral de Santiago de Compostela (Espanha), de 11 a 24 de julho, com uma mochila que transporta uma luz acesa.

Os caminheiros vão “homenagear os que trabalharam e os que caíram durante a pandemia” que assolou o mundo nos últimos meses, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Uma de homenagear, em tempos de pandemia, todos os que com “o seu trabalho e dedicação se entregaram às suas causas e profissões sem parar de trabalhar, não esquecendo aqueles que desapareceram devido à pandemia”.

O grupo, onde está incluído Guilherme Rodrigues, um dos promotores da iniciativa, vai sair na madrugada do dia 11 de julho, de forma a poder unir-se ao grupo que faz o caminho francês e entrarem juntos em Santiago de Compostela no dia 24 de julho.

“A ideia é que a mochila com «A Luz do Caminho» não pare, chegando à praça do Obradoiro com a luz acesa, para depois entrarem e serem benzidas, ambas as mochilas, na Catedral de Santiago”, lê-se.

A mochila contém uma luz acesa e ainda um spray desinfetante, que deverá ser usado antes e depois de cada passagem de mochila, e máscaras que os peregrinos deverão usar quando caminharem acompanhados, respeitando as distâncias de segurança.

A mochila «A Luz do Caminho» será benzida na missa das 11h00 horas, dia 10 de julho na Sé do Porto, onde a luz será acesa para, “de forma simbólica, o grupo português, dar início a esta caminhada”.

LFS

Braga: D. Jorge Ortiga preside a Missa no dia de São Bento
Jul 11@11:00_12:00

Braga, 23 Jun 2020 (ECCLESIA) – A Irmandade de São Bento da Porta Aberta, Arquidiocese de Braga, cancelou a «Segunda Romaria» do ano em honra a São Bento, dia 11 de julho, que vai assinalar com uma Missa.

O Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, preside à eucaristia, às 11h00, solenizada pelo Coro de São Bento da Porta Aberta e, nesse dia, a basílica e o andor de São Bento, que estará presente na Cripta durante a eucaristia, serão “ornamentados festivamente”, lê-se.

A Irmandade de São Bento da Porta Aberta cancelou a “Segunda Romaria” do ano em honra a S. Bento “por razões de segurança sanitária para bem de todos os devotos e peregrinos”, informa o Departamento para a Comunicação Social da Arquidiocese de Braga.

LFS/CB

[Notícia atualizada dia 26 de maio]

Jul
12
Dom
Fátima: D. Vitorino Soares, bispo auxiliar do Porto, preside à peregrinação do 13 de julho
Jul 12_Jul 13 todo o dia

Programa mantém formato «reduzido», por causa da pandemia

Foto: Santuário de Fátima

Fátima, 06 jul 2020 (Ecclesia) – D. Vitorino Soares, bispo auxiliar do Porto, vai presidir à peregrinação internacional do 13 de julho, no Santuário de Fátima, anunciou a instituição em comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

Esta é segunda peregrinação do ano a ser celebrada com o recinto aberto à participação da assembleia, depois do período de confinamento imposto pela pandemia, seguindo um formato mais breve, por forças das contingências que persistem na organização de eventos públicos.

A peregrinação começa no dia 12 de julho, às 21h30, com a oração do Rosário, a que se seguem a Procissão das Velas e a celebração da Palavra, no altar do Recinto; no dia 13, às 09h00, será rezado o Rosário e às 10h00 tem lugar a Missa Internacional, no Recinto de Oração, com a Bênção dos Doentes, concluindo-se com a Procissão do Adeus.

A celebração das aparições do 13 de julho de 1917 tem por base a narrativa contada por Lúcia, recorda o Santuário de Fátima, que elenca quatro elementos principais: “o pedido de Nossa Senhora de voltarem, no dia 13 seguinte; a insistência na oração do terço, para o abrandamento da guerra; os pedidos da Lúcia para a cura de algumas pessoas próximas; e a promessa de Nossa Senhora de fazer um milagre, em outubro, para que todos acreditassem”.

D. Vitorino Soares, bispo auxiliar do Porto, preside a esta peregrinação pela primeira vez, quatro dias antes de completar o seu primeiro ano de episcopado.

OC