Convite para crianças e adolescentes via maior contacto com grupos Cáritas, Conferências vicentinas, lojas solidárias e IPSS das comunidades

Diocese de Leiria – Fátima

Leiria, 13 nov 2020 (Ecclesia) – O Serviço de Catequese da Diocese de Leiria-Fátima apresentou uma proposta para “fomentar a vivência” do Dia Mundial dos Pobres, assinalado no domingo, procurando envolver as comunidades em ações concretas de caridade.

A iniciativa procura envolver “crianças e adolescentes da catequese e das suas famílias, procurando promover a interação entre a catequese e os serviços caritativos das paróquias ou de outras instituições, e começando também a preparar para a vivência da Campanha de Advento”, pode ler-se na apresentação do projeto o site da diocese.

A proposta será desenvolvida em dois tempos, com a apresentação da iniciativa e a “sensibilização junto dos grupos de catequese e as comunidades”, que se estende, depois, ao domingo de Cristo-Rei (22 de novembro), que encerra o ano litúrgico.

Neste dia, a iniciativa propõe a “recolha de ofertas para os pobres e a sua entrega aos serviços caritativos”, bem como o lançamento da campanha do Advento.

O tempo litúrgico do Advento decorre ao longo dos quatro domingos que antecedem a solenidade do Natal e este ano começa no dia 29 de novembro.

A organização sugere que se estabeleça contacto com os grupos de ação caritativa das comunidades, “Cáritas, Conferências de São Vicente de Paulo, Lojas solidárias”, ou com instituições particulares de solidariedade social na área da paróquia, de forma a “acertar previamente o desenvolvimento da campanha”.

“Devemos mostrar-nos agradecidos por tudo o que somos e temos, e reconhecer que os nossos talentos são para por a render: devemos procurar estar atentos e ajudar todos os que estão à nossa volta, nomeadamente aqueles que têm mais necessidade de ajuda material e espiritual”, referem os responsáveis.

Esta iniciativa deve ser desenvolvida ao longo da semana e concluída na solenidade do Cristo-Rei, último domingo do ano litúrgico, abrindo depois caminho para as comunidades entrarem no Advento, onde se propõe “uma caminhada de encontro com Jesus”.

“Em casa, cada família é convidada a fazer o seu «canto de oração» com uma Coroa de Advento, e onde estará também o Presépio. Cada semana recebe uma mensagem que ajuda a compreender e acolher a presença de Jesus na Eucaristia. O desafio será o de celebrar essa presença na Missa, mas também o de partilhar a mensagem com as pessoas à volta, nas redes sociais ou pelo telemóvel”.

O Serviço Diocesano de Catequese reconhece que a celebração do IV Dia Mundial dos Pobres é “um convite à responsabilidade, sob forma de empenho direto”, ao qual se deve estar atento perante “o momento atual de pandemia que acentuou diversas vulnerabilidades”.

LS

Partilhar:
Share