CCEE tem nova presidência, liderada pelo arcebispo de Vilnius

Foto: CCEE

Roma, 26 set 2021 (Ecclesia) – O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) desafiou as populações do continente a enfrentar em conjunta os novos desafios que se colocam na sua vida, numa mensagem que assinou o 50.º aniversário da instituição católica.

“A nossa missão leva-nos a caminhar juntos rumo ao futuro de um continente nascido de um destino de beleza e civilização, de bondade difundida e consolidada nos corações, tradições, línguas: em essência, num sentimento comum, numa alma”, refere o texto conclusivo da Assembleia Plenária do CCEE, que decorreu em Roma até sábado.

O documento, enviado à Agência ECCLESIA, aponta como desafios particulares “a dificuldade do diálogo, a desconfiança no encontro com o outro, a cultura materialista dominante” que “pressionam tanto a fé cristã e a religião, quanto, em geral, a civilização humana”.

“Não devemos temer, mas estar unidos, e nós – como Pastores e Cidadãos – caminhamos com vocês, indivíduos, famílias, povos, nações, para sermos servidores da alegria”, indicam os bispos católicos.

Ninguém deve temer o Evangelho de Jesus: ele fala-nos do homem e de Deus, o garante da dignidade humana, recorda que ninguém está sozinho nem deve estar sozinho, que os mais fracos devem ter uma visão preferencial.

 

Durante o encontro de Roma foi eleita a nova presidência do CCEE, liderada pelo arcebispo de Vilnius, Lituânia, D. Gintaras Linas Grusas, de 60 anos.

O responsável nasceu Washington, EUA, para onde a sua família lituana tinha emigrado; padre desde 1994, foi nomeado ordinário militar da Lituânia em 2010 e três anos depois sucedeu ao cardeal Audrys Juozas Backis como arcebispo de Vilnius, presidindo atualmente à Conferência Episcopal Lituana.

Como vice-presidentes do CCEE foram escolhidos o cardeal Jean-Claude Hollerich, arcebispo do Luxemburgo e presidente da Comissão dos Episcopados Católicos da União Europeia; e D. Ladislav Német, presidente da Conferência Episcopal Internacional dos Santos Cirilo e Metódio, de Belgrado.

OC

Vaticano: Papa lamenta esquecimento de Deus na Europa, criticando «consumismo» e «pensamento único»

 

 

Partilhar:
Share