Arcebispo italiano era até agora representante diplomático do Papa no Chile

Foto: Conferência Episcopal Chilena

Cidade do Vaticano, 29 ago 2019 (Ecclesia) – O Papa nomeou hoje o arcebispo italiano D. Ivo Scapolo, de 66 anos, como novo núncio apostólico (embaixador da Santa Sé) em Portugal, anunciou a Sala de Imprensa da Santa Sé.

O responsável, que desde 2011 era o representante diplomático do Papa no Chile, sucede no cargo a D. Rino Passigato, que apresentou a sua renúncia após ter superado o limite de idade estabelecido no Direito Canónico.

Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a Conferência Episcopal (CEP) congratula-se com esta nomeação e deseja a D. Ivo Scapolo “um frutuoso ministério pastoral como representante da Santa Sé junto da Igreja em Portugal e nas relações diplomáticas com o Estado Português”.

“Evocando alguns preceitos simples e elementares que o Papa Francisco formulou em forma de decálogo no recente encontro com os núncios apostólicos, desejamos que D. Ivo Scapolo exerça a sua missão entre nós como «homem de Deus, de Igreja, de zelo apostólico, de reconciliação, do Papa, de iniciativa, de obediência, de oração, de caridade ativa, de humildade»”, refere a nota, assinada pelo secretário da CEP, padre Manuel Barbosa.

D. Ivo Scapolo nasceu em Pádua, a 24 de julho de 1953, e foi ordenado sacerdote a 4 de junho de 1978; entrou no serviço diplomático da Santa Sé em 1984 e exerceu missão nas representações pontifícias de Angola, Portugal, Estados Unidos da América e na secção para as Relações com os Estados da Secretaria de Estado do Vaticano.

Como núncio apostólico, representou a Santa Sé na Bolívia (2002-2008), Ruanda (2008-2011) e Chile (2011-2019).

A Igreja Católica no Chile foi afetada nos últimos anos por uma crise provocada por casos de abusos sexuais, que levaram à renúncia de vários bispos e à intervenção do Papa Francisco.

OC

Notícia atualizada às 14h10

Igreja/Estado: Papa aceita renúncia ao cargo do núncio apostólico em Portugal por limite de idade

Partilhar:
Share