Lisboa, 25 jul 2018 (Ecclesia) – O Instituto Diocesano da Formação Cristã – do Patriarcado de Lisboa (IDFC-PL) escolheu o tema ‘Viver a Liturgia como lugar de encontro’ para 2018/2019 e divulgou a oferta global da formação de adultos para a sua “missão apostólica”.

“O IDFC-PL está comprometido na formação da fé católica de adultos e de quantos têm interesse no conhecimento da identidade e missão cristãs”, explica o presidente do instituto que tem como lema ‘conhece +, cresce +, serve + com + Fé’.

No comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o padre António Janela assinala que os cursos apoiam no “desenvolvimento integral dos membros do Povo de Deus” e frisa que o instituto está ao “serviço da formação para a missão apostólica” no Patriarcado de Lisboa.

O Instituto Diocesano da Formação Cristã – PL tem três instâncias formativas para adultos: Escola de Leigos, criada em 1988, o Centro de Formação a Distância, desde 1992, e a Escola de Música Sacra.

Na Escola de Leigos, a oferta de ‘Bíblia e Teologia’, são seis semestres, e nos cursos específicos encontram-se temas como ‘Celebração da Fé; Vida em Cristo; Eucaristia, Igreja na História’, e as inscrições estão abertas de 3 de setembro a 3 de outubro.

Já no ensino online, a formação começa com a ‘Mensagem Cristã’ – Revelação e Fé; Bíblia e Jesus Cristo; Igreja e Sacramentos; Moral Cristã – e depois os formandos podem optar por três especialidades: Elementos Gerais de Liturgia, iniciação à Lectio divina e o Ano Litúrgico.

Na Escola de Música Sacra, o Curso de Música Sacra proporciona aos alunos ter cursos certificados, que têm avaliação académica, em coro, direção e maestros, canto – salmistas e cantores solistas e ainda organistas.

Existem ainda três cursos livres, sem avaliação académica: Jornadas Corais de Música Sacra, Curso de Música – Seniores e Órgão.

‘Viver a Liturgia como lugar de encontro’ é o tema do ano pastoral 2018/2019 e o programa do IDFC-PL também tem previsto o estudo operativo da Pastoral do Domingo, em várias etapas, segundo diversas perspetivas – sociológica, eclesial, pastoral -, na área da Cultura, “tendo em conta o número 47 da Constituição Sinodal de Lisboa”.

O setor da formação tem objetivos específicos, como: “Ser muito acessível, descentralizando sempre que possível as iniciativas formativas em colaboração com as Comunidades Cristãs e através dos meios informáticos disponíveis na Web; ter uma pedagogia sólida e atual; operar de acordo com os ensinamentos da Igreja Católica”.

O presidente do Instituto Diocesano da Formação Cristã informa ainda que o Centro de Estudos Pastorais, em colaboração com o Secretariado do Sínodo Diocesano, propõe-se promover a recolha de iniciativas pastorais desenvolvidas ao longo do ano 2017-2018 para uma primeira avaliação e como contributo para a avaliação final do triénio que termina em 2020.

CB

Partilhar:
Share