Iniciativa decorre em Fátima, incluindo distinção do historiador José Mattoso com o «Prémio Árvore da Vida-Padre Manuel Antunes»

Fátima, 01 jun 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC) promove hoje em Fátima a sua jornada anual, que em 2019 tem como tema ‘A Mulher na Sociedade e na Igreja’.

O encontro procura criar, “entre os intervenientes e o público”, uma reflexão “sem comodismo mental, sem acomodação, com alguma dose de risco, próprias de uma consciência cultural e de uma pastoral da cultura viva”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

D. João Lavrador, Laurinda Alves, António Carlos Cortez, Maria João Costa, Isabel Capeloa Gil, Felisbela Lopes, Henrique Raposo e Leonor Xavier são os intervenientes deste encontro.

O diretor do SNPC, José Carlos Seabra Pereira, disse hoje à Agência ECCLESIA que “repensar a condição da mulher hoje passa, desde logo, por repensar a condição do homem porque correlata da condição do homem, do que está em condições de fazer ou desde logo deixar de possuir, no plano de poder nas relações interpessoais, familiares, nas relações profissionais, políticas, sociais no sentido mais lado”.

O tema foi escolhido segue a reflexão do Conselho Pontifício da Cultura (Santa Sé), que debateu, na sua assembleia plenária de 2015, o tema “Culturas femininas: igualdade e diferença”.

Durante a Jornada vai ser distinguido o historiador José Mattoso, com Prémio Árvore da Vida – Padre Manuel Antunes.

O premiado manifesta surpresa pelo galardão, afirmando que nunca foi pessoa de palco”.

“Procurei sempre viver o dia-a-dia, porque é o presente que nos coloca diante de Deus, do Deus eterno”, disse, numa entrevista realizada pela Agência ECCLESIA, Renascença e Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

OC

A História só pode ser «luz» para a humanidade se for contada sem «apologética» – José Mattoso (c/vídeo)

Partilhar:
Share