Organização divulgou esta semana as meditações do Terço em inglês e espanhol

Lisboa, 15 set 2021 (Ecclesia) – O Comité Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, em 2023, informou que a data deste encontro internacional vai ser anunciada no dia 4 de outubro.

“Temos uma grande novidade! Dia 4 de outubro vamos saber a data da JMJ Lisboa 2023!”, anunciou hoje o COL nas redes sociais da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

“Mal podemos esperar!! Quem mais vai começar a contagem decrescente?!”, acrescenta na publicação nas páginas oficiais no Facebook e no Instagram.

Esta segunda-feira, o Comité Organizador Local divulgou também as traduções das Meditações do Terço JMJ Lisboa em língua inglesa e espanhola, propostas para cada dia da semana, num formato abreviado, “adaptado à realidade dos jovens”.

“Surgem como motivação para a participação dos jovens de todo o mundo neste encontro que acontecerá em Lisboa, e, simultaneamente, impulsionar um momento forte de evangelização do mundo juvenil”, referem os responsáveis.

Para o lançamento da versão inglesa e espanhola das meditações do terço da JMJ juntaram vários jovens para dizerem em uníssono, e em várias línguas, “eu rezo o Terço pela JMJ”, num vídeo multilingue, com as cinco línguas oficiais da jornada, em Língua Gestual Portuguesa e o crioulo cabo-verdiano.

As Meditações do Terço JMJ 2023 foram lançadas em português em abril deste ano e o cardeal-patriarca de Lisboa explicou que “como Maria partiu de Nazaré para a Judeia, até à casa de Isabel”, também vão parti “da convocação do Papa Francisco até ao verão de 2023”.

“Com Maria levamos Jesus, que por nós quer chegar a muitos. Isto mesmo nos convence que só com Jesus e Maria atingiremos o objetivo da JMJ. É por isso que a oração do Terço é tão importante, especialmente agora”, desenvolveu D. Manuel Clemente, recorda o COL.

A Jornada Mundial da Juventude tem dois símbolos, uma cruz de madeira e um ícone de Nossa Senhora, que têm percorrido os cinco continentes, e neste momento estão em peregrinação por dioceses de Espanha.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade.

As edições internacionais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

CB/OC

Partilhar:
Share