Bispo de Beja realçou a «missão importante» de transmissão da «fé» aos netos

Foto: Santuário de Fátima

Fátima, 26 jul 2018 (Ecclesia) – O bispo de Beja destacou a “missão importante” que os avós têm em transmitir as “sementes da fé” aos netos, na homilia da celebração do Dia dos Avós no Santuário de Fátima.

“Há uma missão para os avós no nosso tempo, e neste tempo, em que muitos pais abandonaram a prática religiosa, são os avós que transmitem aos netos as sementes da fé”, afirmou D. João Marcos, na Basílica da Santíssima Trindade.

O Santuário de Fátima assinalou de forma especial o Dia dos Avós com o objetivo de “valorizar a presença e o testemunho” dos avós na família “apresentando-os como uma graça no seio da família e da sociedade”.

“Hoje celebramos os avós. Penso que as pessoas que passaram uma vida a trabalhar, criando os filhos, têm uma sabedoria que se vai acumulando. Muitos de vós sois avós e os avós têm uma influência grande na educação dos netos”, desenvolveu o bispo de Beja, na memória litúrgica de São Joaquim e Santa Ana, os pais de Maria, a mãe de Jesus.

Segundo o santuário mariano, a partir do Evangelho do dia, o prelado desafiou os peregrinos a “ver, ouvir e seguir” o caminho proposto por Deus que vai para além da mera aparência material.

“Hoje temos abundância de bens materiais, internet, muitas imagens, televisão, entretenimentos e parece que já não precisamos de Deus como antigamente, quando eramos pobres”, observou D. João Marcos.

O bispo de Beja realçou o desafio constante da adaptação “à realidade presente” sem se “perder a fé, a esperança e sentido de caridade”, divulga o Santuário de Fátima.

O Papa Francisco e a Igreja Católica em Portugal também assinalaram o Dia dos Avós e a Agência ECCLESIA esteve a conversar com João Lima e Rita Fonseca, dois avós que participam nas iniciativas do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Vitória, da Diocese do Porto, e com o Clube dos Avós, que reúne no Colégio Marista em Carcavelos.

CB/OC

Partilhar:
Share