Bispo auxiliar presidiu à celebração do Dia Mundial da Paz

Foto: Francisco de Assis/Arquidiocese de Braga

Braga, 03 jan 2022 (Ecclesia) – D. Nuno Almeida, bispo auxiliar de Braga, alertou este sábado para formas de “escravização” no mundo laboral, evocando a mensagem do Papa para o Dia Mundial da Paz 2022.

“Hoje há tantas formas de escravização por meio do trabalho ilegal, mal pago, explorado. É preciso também que o trabalho seja digno, adequado à formação e à capacidade de quem o realiza, pago com salários justos, que se diferenciem claramente das prestações sociais”, referiu, numa homilia publicada hoje online.

O responsável católico falava na celebração que marcou o início do novo ano, na Catedral de Braga, pela solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus.

“Que haja paz em cada família, através do diálogo entre as diferentes gerações, que a família assuma a missão de educar e haja trabalho digno para todos. Que as nossas famílias se mantenham unidas por um laço indissolúvel de amor místico, realista, oblativo e belo”, desejou.

O responsável católico destacou o exemplo de atenção a Deus e ao próximo, de Maria, que apresentou como “a chave da santidade”.

“Descentrados de nós mesmos, centrados na Vontade de Deus e concentrados no serviço aos irmãos”, apontou, numa homilia concluída com uma oração à Virgem.

Santa Maria, Mãe de Deus, nossa Mãe, Nossa Rainha,

neste tempo de pandemia, fortalece a nossa esperança.

Nós te confiamos todos os que são mais afetados, direta ou indiretamente.

Confiamos-te todos aqueles que, de muitos modos,

cuidam dos doentes e da sociedade em geral.

 

Santa Maria, Mãe de Deus,

fortalece a esperança de todos os que,

neste tempo marcado por tantos conflitos e violência,

vivem esmagados pela opressão, pelo terrorismo e pela injustiça.

A ti, que também foste forçada a deixar a tua terra, confiamos todos os refugiados.

 

Santa Maria, Mãe de Deus,

fortalece a nossa esperança.

Concede à Igreja o dom da unidade e da paz.

Alcança-nos a graça de sermos “Igreja em saída” para levarmos a todos a esperança, a luz e a salvação de Jesus, teu filho, nosso irmão e Salvador.

 

Santa Maria, Mãe de Deus,

Tu que cumpres sempre e só a vontade do Pai

e estavas sempre atenta às necessidades dos outros,

intercede por nós, quando nossa fé vacila

e quando nos cansamos de fazer o bem,

fortalece a nossa esperança,

e ajuda-nos a renovar o nosso Sim a Jesus, nossa esperança.

Amen.

A Igreja Católica celebra a 1 de janeiro o Dia Mundial da Paz, instituído em 1968 por São Paulo VI (1897-1978); Francisco escolheu, como tema da sua mensagem para 2022, o ‘Diálogo entre gerações, educação e trabalho: instrumentos para construir uma paz duradoura’.

OC

 

Partilhar:
Share