«Tendes de reivindicar a vossa posição e um papel ativo nas vossas comunidades» – D. João Lavrador

Foto: Igreja Açores

Angra do Heroísmo, Açores, 30 nov 2020 (Ecclesia) – O bispo de Angra pediu aos jovens que sejam “pioneiros” na renovação da Igreja diocesana, falando este domingo, na celebração de início do ano pastoral, onde benzeu a cruz local da Jornada Mundial da Juventude, na Sé.

“Nós estamos num momento decisivo na nossa diocese e o lugar pioneiro desta mudança é dos jovens. Quero contar com todos vós e com todos os cristãos para renovarmos a nossa Igreja”, disse D. João Lavrador, na homilia da Missa que presidiu na Sé de Angra.

Na informação divulgada pelo portal diocesano ‘Igreja Açores’, o bispo de Angra explicou que os jovens têm “responsabilidades” e têm de “reivindicar a posição e um papel ativo nas comunidades”, incentivando a serem “provocadores e intervenientes” porque “têm de mobilizar e de evangelizar os outros jovens”.

“É necessário provocar os outros jovens, reconhecendo os seus problemas, as suas dificuldades, os seus erros mas sendo capazes de mostrar e dar a conhecer o amor de Deus”, observou.

A caminhada sinodal diocesana de Angra está no segundo ano e D. João Lavrador recordou que depois de ler os sinais dos tempos é altura de “tomar consciência de que a Igreja é por missão evangelizadora”.

“Nada deve entravar o anúncio, em diálogo com o mundo; Se a maior parte de nós não participa, se temos comunidades adormecidas então temos de ser nós a ir ao encontro, a sair, em missão, sempre com uma noção de serviço”, desenvolveu.

O bispo de Angra assinalou que “não há vivência de amor numa sociedade individualista, numa sociedade que não reconheça o outro como irmão”, e no contexto da pandemia Covid-19 lembrou que têm de se “resguardar”: “O bem para nós é também o bem para os outros.”

“Em vós quero ter presente esta diocese e dar graças a Deus por esta comunidade diocesana que se torna presente através da Eucaristia” acrescentou.

Na celebração deste domingo, início de novo ano pastoral na Diocese de Angra e ano litúrgico, D. João Lavrador abençoou a cruz local que está a percorrer a ilha Terceira na preparação para a Jornada Mundial da Juventude de Lisboa, em 2023.

No final da Missa, a cruz foi levada pelo grupo do Posto Santo que a acolhe no período do Advento e Natal; no programa destaca-se a tradicional Eucaristia de Natal, com partilha de cabazes para os pobres, às 18h00, do próximo dia 13 de dezembro.

“O mundo em que vivemos tem tantos problemas… A obscuridade que se instalou na vida por causa desta pandemia exige de nós um esforço acrescido para sermos, no meio das dificuldades e junto dos irmãos, a presença viva do amor de Deus que nunca nos abandona”, disse D. João Lavrador, no contexto do início do tempo do Advento, de preparação para o Natal.

A partir da liturgia, o bispo de Angra pediu aos diocesanos que não se distraiam, não se cansem, e não deixem “de estar vigilantes” e que se preparem para “acolher e depois levar aos outros” Jesus, informa o sítio online ‘Igreja Açores’.

CB/OC

JMJ 2023: Diocese de Angra quer «pintar» o caminho até às Jornadas

 

 

Partilhar:
Share