Intenção apresentada através das plataformas digitais

Cidade do Vaticano, 05 mai 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco convida os católicos a rezar durante o mês de maio pelos diáconos, rostos do “serviço” na Igreja.

“Os diáconos não são sacerdotes de segunda categoria. Fazem parte do clero e vivem a sua vocação em família e com a família; estão dedicados ao serviço dos pobres, que levam em si mesmos o rosto de Cristo sofredor. São os guardiões do serviço na Igreja”, refere, na nova edição de ‘O Vídeo do Papa’, divulgada hoje através das plataformas digitais.

“Rezemos para que os diáconos, fiéis ao serviço da Palavra e dos pobres, sejam um sinal vivificante para toda a Igreja, acrescenta Francisco.

A exortação apostólica pós-sinodal ‘Queria Amazónia’, publicada em fevereiro, apontava para a necessidade de ordenar mais diáconos permanentes – o primeiro grau do sacramento da Ordem, a que podem aceder homens casados.

Todos os meses, o Papa confia à sua Rede Mundial de Oração (Apostolado da Oração) uma intenção de oração, intercalando-se entre uma intenção universal e uma intenção pela evangelização.

Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a Rede Mundial de Oração do Papa realça o papel dos diáconos na Igreja Católica.

“A palavra grega ‘diakonia’ significa serviço, e este é o espírito que os define em sua função: eles auxiliam no serviço da Palavra, no serviço da liturgia e no serviço aos mais pobres e desfavorecidos”, assinala a nota.

Segundo os últimos dados divulgados pelo Vaticano, entre 2013 e 2018 o número de diáconos permanentes aumentou, a nível global, em 10%, chegando ao 47 mil.

OC

Foto: Vatican Media

Partilhar:
Share