Dados divulgados pela Santa Sé mostram dinamismo eclesial nos primeiros anos do pontificado de Francisco

Cidade do Vaticano, 25 mar 2020 (Ecclesia) – O Vaticano divulgou hoje os dados relativos à atividade da Igreja Católica em todo o mundo, entre 2013 e 2018, registando um aumento de 6% no número de batizados nos primeiros anos do pontificado de Francisco.

Os católicos chegam, neste momento, aos 1330 milhões de pessoas, cerca de 18% da população mundial, segundo os dados do Departamento Central de Estatística da Igreja.

Em termos de distribuição por continente, 48% dos católicos vivem na América; 21,5% na Europa.

O Anuário Pontifício 2020 e o Anuário Estatístico da Igreja 2018 destacam um aumento “na incidência da ação pastoral na África e na Ásia”, indica o comunicado divulgado pela Santa Sé.

Em relação ao número de sacerdotes, regista-se uma quebra de 0,3% entre 2013 e 2018, com um diminuição de 7% na Europa e um aumento de 14,3% no continente africano.

Já o número de diáconos permanentes aumentou, a nível global, em 10%, chegando ao 47 mil.

Os candidatos mundiais ao sacerdócio passaram de 118 251 em 2013 para 115 880 em 2018, com uma variação negativa de 2%; a quebra afeta particularmente a Europa (-15,6%) e a América (-9,4%).

Outra quebra significativa apontada pela Santa Sé é relativa às religiosas professas, com uma diminuição de 7,5%, novamente entre 2013 e 2018; também o número de religiosos que não são padres desceu (-8%).

OC

Partilhar:
Share