Brasília, 05 mai 2020 (ECCLESIA) – Os bispos católicos da Amazónia brasileira lançaram um alerta sobre a situação dos povos e da floresta, em tempos de  Covid-19, pedindo ao governo uma  maior atenção ao avanço da pandemia na região.

No documento, assinado também pelo presidente da Comissão Episcopal Especial para a Amazónia da Conferência Nacional do Bispos Brasileiros (CNBB), cardeal Cláudio Hummes, os bispos exigem “maior atenção dos governos federal e estaduais” à região que tem demonstrado “dados preocupantes quanto ao avanço do coronavírus”.

Os 65 bispos referem que os “dados são alarmantes” e pedem às autoridades que concentrem esforços no combate ao Covid-19 “com políticas públicas destinadas aos mais pobres e vulneráveis”.

Os povos da Amazónia reclamam “das autoridades uma atenção especial para que sua vida não seja ainda mais violentada”, lê-se na nota.

“O índice de letalidade é um dos maiores do país e a sociedade assiste ao colapso dos sistemas de saúde nas principais cidades, como Manaus e Belém”, realça o documento datado de 04 deste mês.

O caminho “deve ser sempre” o do diálogo, do entendimento e da união de esforços “para debelar a pandemia”.

LFS

Partilhar:
Share