Texto foi confiado à Comissão para a Proteção dos Menores

Cidade do Vaticano, 20 out 2021 (Ecclesia) – O Papa autorizou a divulgação de uma carta escrita por uma vítima de abusos sexuais, com alertas aos sacerdotes sobre o impacto deste crime.

“Receberam um dom enorme, sejam bons sacerdotes”, escreve a mulher, num texto que Francisco confiou ao presidente da Comissão para a Proteção dos Menores (Santa Sé), cardeal O’Malley, para que o partilhasse com todos os sacerdotes e seminaristas.

“Os adultos que experimentaram esta hipocrisia, enquanto crianças, nunca poderão apagá-la das suas vidas. Eles podem esquecer-se, por algum tempo, tentar perdoar, tentar viver uma vida plena, mas as cicatrizes permanecerão nas suas almas, não desaparecerão”, prossegue.

A vítima relata que durante anos foi maltratada por um padre.

“Mesmo depois de muitos anos, tem dificuldade de começar um caminho de recuperação. Tanto que ela ainda tem medo de ver qualquer sacerdote e não pode sequer ir à Missa”, refere o portal de notícias do Vaticano, ‘Vatican News’.

A carta, escrita em italiano, é descrita pela Santa Sé como um texto “de partir o coração”.

“Neste tempo de renovação e conversão pastoral, em que a Igreja enfrenta o escândalo e as feridas de abusos sexuais infligidos em todos os lugares a tantos filhos de Deus, o nosso Santo Padre recebeu um corajoso testemunho oferecido a todos os sacerdotes por uma sobrevivente”, indica o cardeal O’Malley, arcebispo de Boston, EUA, numa introdução à carta.

“O Papa Francisco deseja acolher a voz de todas as pessoas feridas e mostrar a todos os sacerdotes que proclamam o Evangelho o caminho que conduz ao autêntico serviço de Deus em benefício de todos os vulneráveis”, acrescenta o responsável.

OC

 

Igreja/Portugal: Conferência Episcopal admite novas medidas para investigar casos de abusos sexuais (c/vídeo)

Partilhar:
Share