Francisco recebeu 6 mil membros do movimento que estão a participar numa conferência de líderes em Roma

Cidade do Vaticano, 08 jun 2019 (Ecclesia) – O Papa encontrou-se hoje, no Vaticano, com cerca de 6 mil membros do Renovamento Carismático Católico, que estão a participar numa conferência internacional de líderes daquele movimento.

Na sua intervenção, feita na Sala Paulo VI, Francisco fez votos de que a partir deste encontro de líderes comece “uma nova etapa” para o Renovamento Carismático Católico, que “manifesta a poderosa presença do Espírito Santo para o bem de toda a Igreja”.

Na véspera da Solenidade do Pentecostes, o Papa argentino recordou que foi precisamente nesta festa, há 52 anos, que o movimento começou o seu percurso, “por vontade de Deus”.

Francisco sublinhou ainda que é o Espírito Santo de Deus, presente e oferecido à humanidade, como sucedeu com os apóstolos, que “torna todos iguais: grandes ou pequenos, idosos ou recém-nascidos, congregados a nível universal ou local, formam um todo”.

Fotos Vatican Media

Ser portador desta renovação, prosseguiu o Papa, é “um serviço de comunhão novo e único”.

“Novo, pela ação do Espírito Santo;  Único, por ser um serviço para todas as realidades carismáticas, criadas pelo Espírito no mundo; Serviço, não governo, é prestado a todas as necessidades e acompanha seu caminho; enfim, Comunhão,  todos, com o mesmo coração, para dar testemunho da unidade na diversidade: diversidade de carismas, que o Espírito suscitou nestes 52 anos”, acrescentou.

Sobre o que é que a Igreja Católica e o Papa esperam hoje do Renovamento Carismático Católico, Francisco destacou a urgência de “partilhar a graça recebida no Batismo, pelo Espírito Santo, com todos os crentes”.

“Que sirvam a unidade do Corpo de Cristo, que é a Igreja, uma comunidade de fiéis em Cristo; e que sirvam os pobres e os que têm mais necessidades, físicas e espirituais”, apontou o Papa argentino, que apelou ainda a uma “evangelização” sem “proselitismo”, mas marcada pelo “testemunho de amor a todos os seres humanos”.

“Tudo é possível através do amor cristão. Que a Renovação Carismática, corrente de graça do Espírito Santo, exortou Francisco, seja testemunha deste amor”, completou.

JCP

Partilhar:
Share