Angra do Heroísmo, Açores, 29 jun 2020 (Ecclesia) – Os CTT – Correios de Portugal vão apresentar esta quinta-feira uma emissão filatélica dedicada às Festas do Divino Espírito Santo, nos Açores, no Império do Terreiro, em Porto Judeu, no Concelho de Angra do Heroísmo.

Num comunicado, os CTT informam que a emissão filatélica Festas do Divino Espírito Santo, nos Açores, é composta por três selos com uma tiragem de 100 mil exemplares cada para envio nacional, para a Europa e para o resto do mundo, tendo sido criado também um bloco filatélico com um selo, no valor de 2,50 euros e limitado a 35 mil exemplares.

A cerimónia de lançamento da nova emissão filatélica esta quinta-feira, pelas 19h00 (hora local, mais uma em Lisboa), conta com a presença do presidente da Junta de Porto Judeu, o presidente da Câmara de Angra do Heroísmo e o presidente do Núcleo Filatélico de Angra do Heroísmo, no Império do Terreiro, em Porto Judeu.

Os Correios de Portugal adiantam também que as obliterações de primeiro dia vão ser feitas nas lojas açorianas de Antero de Quental e Loja CTT, respetivamente em Ponta Delgada e Angra do Heroísmo, nos Restauradores, em Lisboa, no Município II no Porto, e Zarco no Funchal.

O selo para envio nacional mostra o “Teatro” do Espírito Santo do Império ou Irmandade do Terreiro em Porto Judeu, na ilha Terceira, uma fotografia de António Araújo; a distribuição do bodo, na ilha do Faial, uma fotografia de Maurício Abreu; e Coroa do Divino Espírito Santo, uma fotografia de Gaspar Avila.

O selo do bloco filatélico, divulgam os CTT, tem uma imagem da Casa do Espírito Santo, da ilha do Corvo, uma fotografia de Jorge Barros; o grupo de foliões da freguesia da Caveira nas orações à Santíssima Trindade, Casa do Espírito Santo da Caveira, na ilha das Flores, uma fotografia de Pepe Brix; e decorações em carro de bois, na ilha de São Jorge, uma fotografia de Karol Kozlowski. O fundo do bloco mostra um carro de bois, tradição do Espírito Santo na freguesia de Rosais, na ilha de São Jorge, uma fotografia de Jorge Blayer Góis.

A Diocese de Angra destaca que o culto ao Divino Espírito Santo “é um dos mais fortes elos de ligação entre os açorianos residentes e os da diáspora”.

“Na ilha Terceira o culto do Espírito Santo está documentado desde 1492, data em que já se fazia o Império e se distribuía o bodo, no dia de Pentecostes, à porta de uma capela pertencente ao hospital do Espírito Santo”, lê-se no sítio online ‘Igreja Açores’, informando que nesta ilha “os impérios prosseguem durante o verão, “até ao Império de São Carlos, em setembro”.

CB/OC

«O Sagrado e as Gentes»: Açorianos são «missionários» do Espírito Santo no mundo (c/vídeo)

 

Partilhar:
Share