D. Virgílio Antunes fala do «dom mais precioso e mais universal»

Coimbra, 25 dez 2019 (Ecclesia) – O bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, destacou hoje a importância da defesa da vida humana, durante a homilia da Missa de Natal a que presidiu na catedral diocesana.

“A vida é o dom mais precioso e mais universal que congrega, num esforço de preservação e de aperfeiçoamento, todos os homens de boa vontade”, referiu na homilia da celebração.

O responsável católico sustentou que esta “não é uma prorrogativa de nenhuma comunidade, de nenhuma religião”, apesar de ser a “questão que mais profundamente divide sensibilidades e ideologias”.

A intervenção questionou, indiretamente, os projetos de legalização da eutanásia em Portugal.

“Quando se põe em causa a vida humana, em qualquer uma das suas fases ou circunstâncias, abrem-se as portas a caminhos de morte, morte que nunca pode ser sinal de respeito pela pessoa humana, mas que significa desistência diante das capacidades que nós temos de acolher e dignificar aquilo que somos, o dom que recebemos”, declarou o bispo de Coimbra, numa celebração transmitida pela Renascença.

OC

Partilhar:
Share