Encontro decorre este sábado, no Centro de Espiritualidade do Turcifal

Foto: Voz da Verdade

Lisboa, 13 mai 2022 (Ecclesia) – O coordenador diocesano do Sínodo dos Bispos em Lisboa convidou “toda a diocese” a acompanhar “através da oração” os trabalhos da assembleia pré-sinodal, que se vão realizar este sábado, no Centro de Espiritualidade, no Turcifal.

“Que nos possamos unir a esta assembleia, que é representativa de toda a diocese, rezar por esta mesma assembleia e ir acompanhando também pelos órgãos de comunicação do Patriarcado”, convidou o cónego Rui Pedro Carvalho, informa o Patriarcado de Lisboa.

O coordenador da fase diocesana do Sínodo dos Bispos sobre a sinodalidade em Lisboa explica que na reunião deste sábado vai ser lida “a síntese” que fizeram dos relatórios que receberam das paróquias e comunidades – “quase 200” – e que procura “ter as ideias chave”.

“A assembleia vai ser um tempo para lermos, para rezarmos, a partir daquilo que foram as interpelações do próprio relatório e, a partir daí, escrevermos uma conclusão e até algumas linhas prioritárias que ressaltam desta síntese diocesana”, explicou, adiantando também que vão publicar essa mesma síntese.

Depois desta fase diocesana, o Sínodo dos Bispos 2021-2023 vai continuar numa fase continental, antes da assembleia final com o Papa, e o sacerdote convida os cristãos a “continuarem a acompanhar” este percurso.

“O caminho sinodal continua, mesmo não se passando agora diretamente a partir da nossa reflexão, e somos chamados a acompanhar e a rezar para que o Espírito Santo continue a conduzir este caminho”, acrescentou.

O Patriarcado de Lisboa informa que esperam a participação de 140 pessoas na Assembleia Diocesana Pré Sinodal, no Turcifal, que vai começar com a Eucaristia, depois uma introdução, a contextualização desta caminhada sinodal e a apresentação do relatório final, com tempo para trabalhos de grupos e um painel, antes da oração de Vésperas.

O cardeal-patriarca de Lisboa numa carta a todos os membros dos órgãos colegiais e responsáveis pela dinamização pastoral da diocese lembrou que a conclusão da fase diocesana do Sínodo dos Bispos “não pretende assinalar o fim do tema”.

“É o balanço projetivo das reflexões feitas de há meses para cá em vários grupos e instâncias da diocese, envolvendo muitas pessoas e ocasionando tantas partilhas e propostas, rumo a uma Igreja verdadeiramente ‘sinodal’, em que caminhamos juntos e repartimos carismas e missões”, desenvolveu D. Manuel Clemente.

A abertura do Sínodo de 2023 acontece no Vaticano, sob a presidência do Papa, nos dias 9 e 10 de outubro deste ano, e em cada diocese católica, a 17 de outubro, sob a presidência do respetivo bispo.

A 16ª assembleia geral do Sínodo dos Bispos, convocada pelo Papa Francisco, tem como tema ‘Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão’, e vai decorrer em outubro de 2023, sendo precedida por um processo de consulta com assembleias diocesanas e continentais; Este caminho teve cerimónias de abertura no Vaticano, a 9 e 10 de outubro de 2021, e em cada diocese católica, na semana seguinte.

CB

Partilhar:
Share