Santa Sé defende «diálogo sério, sem pré-condições», para travar guerra

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 13 mai 2022 (Ecclesia) – O secretário do Vaticano para as relações com os Estados, D. Paul Richard Gallagher, vai iniciar na próxima quarta-feira uma visita a Kiev, para abordar o atual cenário de guerra na região.

A informação foi avançada pelo portal de notícias ‘Vatican News’, no qual se destaca que a diplomacia da Santa sé trabalha por um “cessar-fogo” entre a Ucrânia e a Rússia, procurando que “se inicie um diálogo sério, sem pré-condições”.

O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, destacou que o envio de armas para a Ucrânia deve respeitar o princípio da “proporcionalidade”, para que “a resposta não produza um dano maior do que a agressão”.

“Precisamos ter alguns parâmetros claros para abordar a questão das armas da maneira mais justa e moderada possível”, disse aos jornalistas.

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, anunciou nesta sexta-feira, na Alemanha, o envio de mais 500 milhões de euros de ajuda militar à Ucrânia.

Em entrevista à televisão italiana, D. Paul Richard Gallagher alertou para o perigo de “uma nova corrida armamentista” e de uma escalada que leve à guerra nuclear.

OC

Partilhar:
Share