Coimbra, 22 mai 2020 (Ecclesia) – A comissão organizadora do Jubileu de Santo António e dos Mártires de Marrocos retoma hoje as iniciativas, com a transmissão do ‘Sermão de Santo António’ do Padre António Vieira, pelas 22h00, nas redes sociais Facebook e Youtube.

Numa nota enviada hoje à Agência ECCLESIA, a comissão organizadora do Jubileu de Santo António e dos Mártires de Marrocos explica que a reposição do ‘Sermão de Santo António’ acontece pelos 350 anos da sua primeira proclamação, a 22 de maio de 1670, na igreja de Santo António dos Portugueses, em Roma.

A sessão que começa pelas 22h00, e vai ser transmitida nas redes sociais Facebook e Youtube do jubileu, começa com uma peça no órgão de tubos histórico da Igreja de Santa Cruz, pelo organista João Guerra.

O ‘Sermão de Santo António’, do Padre António Vieira (Jesuíta), é lido pelo cónego Pedro Miranda e depois o “Hino do Jubileu” vai ser interpretado por um grupo de coralistas da Paróquia de Santa Cruz.

A organização destaca que no sermão o Padre António Vieira afirma que “nascer pequeno e morrer grande, é chegar a ser homem” e sobre Santo António haveria de concluir “para nascer Portugal; para morrer o mundo”.

A comissão organizadora do Jubileu de Santo António e dos Mártires de Marrocos recorda que o Papa Francisco convocou este Ano Santo para a Diocese de Coimbra, por solicitação do bispo diocesano D. Virgílio Antunes, pelos 800 anos do martírio dos primeiros frades Franciscanos que São Francisco de Assis enviou em missão para Marrocos, e cujas relíquias estão em Coimbra.

A 16 de janeiro de 1220 morreram degolados em Marrocos os franciscanos italianos Vital, Berardo, Pedro, Acúrsio, Adjuto e Otão, mais tarde denominados como Santos Mártires de Marrocos; os seus restos mortais foram enviados para Portugal pelo infante D. Pedro.

Em março deste ano, a organização suspendeu as atividades programadas por causa da emergência sanitária causada pela pandemia do novo coronavírus Covid-19.

O jubileu teve início com a celebração de abertura da Porta Santa na igreja de Santa Cruz, a 12 de janeiro, e vai terminar no dia 17 de janeiro de 2021, com o encerramento do Ano Santo.

A Diocese e a cidade de Coimbra apresentaram um projeto conjunto de iniciativas para o ‘Jubileu dos Mártires de Marrocos e Santo António – Coimbra 1220-2020’, com iniciativas pastorais, científicas e culturais, no dia 14 de outubro de 2019.

CB/OC

 

Partilhar:
Share