Presidente e porta-voz destacam «dedicação» do bispo emérito de Viseu e a «serenidade» com que enfrentou a doença

Lisboa, 21 fev 2020 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) manifestou hoje o seu “sentido pesar” pela morte de D. Ilídio Leandro, bispo emérito de Viseu, recordando a sua “dedicação” a esta comunidade católica, “ao longo do seu ministério sacerdotal e episcopal”.

A nota assinada pelo secretário da CEP, padre Manuel Barbosa, manifesta “um forte reconhecimento pelo seu prestimoso contributo no seio da Conferência Episcopal, nomeadamente nas suas comissões e outros serviços”.

D. Ilídio Pinto Leandro, bispo emérito da Diocese de Viseu, faleceu hoje aos 69 anos de idade, no Hospital de São Teotónio (Viseu), onde estava internado, após agravamento da sua saúde.

“Rezemos para que Dom Ilídio esteja na paz eterna junto de Deus Pai e permaneça vivo em nós o seu testemunho de vida, de serviço à Igreja e à sociedade, e de grande serenidade que manteve durante a grave doença que o atingiu nos últimos anos da sua vida”, escreve o porta-voz dos bispos católicos em Portugal.

Em declarações enviadas à Agência ECCLESIA, o presidente da CEP disse que D. Ilídio Leandro “sempre foi uma presença disponível, cumpridora e sempre levou a sua vida sacerdotal e episcopal com muita entrega e afinco”.

“Nestes últimos anos em que a doença o atacou também permaneceu muito sereno e foi um exemplo para nós todos”, referiu D. Manuel Clemente, afirmando “uma palavra de muita gratidão pela sua vida, pelo seu trabalho e agora de intercessão o tenha em paz e o coroe tantos méritos como ele demonstrou”.

Bispo da Diocese de Viseu desde 23 de julho de 2006, D. Ilídio Leandro pediu a resignação por motivos de doença, dado que sofreu um AVC e estava a fazer tratamentos a um cancro na tiroide; Francisco aceitou a renúncia em 2018.

Ilídio Pinto Leandro nasceu a 4 de dezembro de 1950, em Rio de Mel, Distrito e Diocese de Viseu; terminados os estudos em Filosofia e Teologia, no Seminário Maior de Viseu, recebeu a ordenação sacerdotal a 25 de dezembro de 1973, na Catedral de Viseu; foi diretor da Pastoral Juvenil, a nível nacional.

Bento XVI nomeou-o bispo de Viseu a 10 de junho de 2006 e a ordenação episcopal decorreu a 23 de julho do mesmo ano.

OC

(Notícia atualizada às 16h30)

Partilhar:
Share