Francisco convida «à oração» pelo país africano

Foto Vatican News

Cidade do Vaticano, 28 nov 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco “acompanha as notícias” da Etiópia, onde há algumas semanas está em andamento um conflito militar”, e apela que parem com a “violência” e “convida à oração por este país”.

“O Papa Francisco convida à oração por este país e faz um apelo às partes em conflito para que cessem a violência, salvaguardem a vida, especialmente dos civis, e que as populações possam reencontrar a paz”, informou o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Um comunicado, publicado por Matteo Bruni, informa que o Papa “acompanha as notícias que chegam da Etiópia”, onde há algumas semanas “está em andamento um conflito militar que afeta a Região de Tigré e as áreas vizinhas”

“Por causa da violência, centenas de civis morreram e milhares de pessoas são obrigadas a fugir de suas casas para o Sudão; Os confrontos, que se intensificaram a cada dia, estão a causar uma grave situação humanitária”, desenvolve.

O comunicado, divulgado este sexta-feira, lembra que na oração do ângelus de 8 de novembro, o Papa Francisco referiu-se ao conflito na Etiópia: “Exorto a rejeitar a tentação do conflito armado e convido todos à oração e ao respeito fraterno, ao diálogo e à solução pacífica das discórdias.”

No dia 21 de janeiro de 2019, o Papa Francisco recebeu o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed Ali, que recebeu o Prémio Nobel da Paz 2019.

No encontro, o responsável político referiu “o compromisso da Etiópia na estabilização” do chamado ‘corno de África’, numa conversa sobre a “situação regional, a solução pacífica dos conflitos e o desenvolvimento socioeconómico” da região.

No seu discurso ao Corpo Diplomático, a 7 de janeiro, Francisco tinha saudado o “histórico Acordo entre a Etiópia e a Eritreia, que pôs fim a vinte anos de conflito e restabeleceu as relações diplomáticas entre os dois países”.

CB

Partilhar:
Share