Miguel Oliveira Panão (Professor Universitário), Blog & Autor

A vida é uma dádiva proveniente da morte de uma estrela, sem a qual não haveria carbono, componente fundamental para que haja vida.

Os nossos corpos que permitem a propagação da vida no tempo e no espaço são uma dádiva do fenómeno evolutivo e da relacionalidade que constitui as primeiras comunidades humanas.

A forma do nosso corpo é uma dádiva dos nossos pais expressa por um código genético único e irrepetível.

Muitos usam a expressão de que “temos um corpo” e está correcta, mas – penso – incompleta.

Em primeiro lugar apenas temos um corpo porque nos foi dado pelo Universo, pela Evolução e pelos nossos pais. Mas esta é uma ideia incompleta porque, ao menos a mim, leva-me a questionar sobre o sentido e significado de nos ter sido dado um corpo. Muitos poderão estar a pensar – “quando irá ele perguntar: dado por quem? Universo? Evolução? Pais? Ou Alguém?” – para depois lerem como tentei usar alguma lógica para chegar à ideia comum a todos os crentes de que temos um corpo porque Deus no-lo deu. Bom, creio que nos deu mais do que isso.

Com a assunção de Maria ao Céu, celebrada no passado dia 15 de agosto, percebemos como corpo e alma são um só. O corpo que temos é espiritualizado e o espírito que temos é corporalizado. Não posso ver o corpo sem ver o espírito, ou o espírito sem ver o corpo. O que Deus nos ensina com a Assunção de Maria é que não temos meramente um corpo.

Somos um corpo.

Mas Deus, aparentemente, não se fica por aqui. No domingo após a celebração da Assunção, celebrámos o Seu corpo Eucarístico. E todos os que comungaram do Seu corpo, assimilados por Ele, tornámo-nos um só n’Ele.

E, por isso, somos um só.

Faz-me pensar. Quando o sangue no nosso corpo deixar de fluir porque o coração deixou de bater, e o pensamento silenciar-se, o que fica? É posto em causa o facto de corpo e alma serem um só? Ou não será o nosso corpo, “cristificado” em vida, e entregue à Terra ser Eucaristia para o Cosmos? Será por esse motivo que somos um corpo? Que transformação quer Deus para o mundo através de cada ser humano?

Para já, que as perguntas nos inspirem a um diálogo mais profundo com Deus.

Partilhar:
Share