Foto Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Faro, 24 out 2018 (Ecclesia) – O Seminário de São José de Faro, da Diocese do Algarve, é uma das entidades presentes na exposição ‘50 Livros, 50 Algarve’, com obras da sua biblioteca, que assinala “a riqueza e diversidade do património”.

“Pensámos que este poderia ser também um serviço do ponto de vista cultural, dado que as bibliotecas têm também uma secção relacionada com a cultura, a religiosidade do património do Algarve e que poderia ser integrado nesta exposição e assim enriquecê-la”, disse reitor do Seminário do Diocese do Algarve.

Em declarações ao jornal diocesano ‘Folha do Domingo’, enviadas à Agência ECCLESIA, o padre António de Freitas afirmou também que querem “abrir o seminário à cidade, à sociedade e à diocese”.

A biblioteca do seminário “contém um conjunto de livros que é interessante conhecer” e agruparam a exposição em “três grandes áreas”: O “Algarve religioso”, o “Algarve dos escritores e poetas” e o “Algarve turístico”.

“Nos anos 30 já havia inclusivamente guias turísticos, do património, de visita das igrejas, das procissões”, realçou, por exemplo, sobre a terceira parte da mostra.

Foto Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A exposição ‘50 Livros, 50 Algarve’ pode ser visitada até ao final deste mês em simultâneo no salão nobre do Seminário de Faro [entrada gratuita, segunda a sexta-feira, 10h00 às 12h30 e 14h00 às 17h00], na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) Algarve, na Biblioteca da Universidade do Algarve – Gambelas e nas Bibliotecas Municipais de Faro, Lagoa, São Brás de Alportel e Vila Real de Santo António.

Uma iniciativa regional, no âmbito do Ano Europeu do Património Cultural 2018, com mais de uma dezena de entidades do Algarve, contextualiza o jornal ‘Folha do Domingo’.

CB

Partilhar:
Share