D. Manuel Quintas escreveu orientações complementares para o combate ao Covid-19

Faro, 14 mar 2020 (Ecclesia) – O bispo do Algarve que vai celebrar uma Eucaristia privada, às 11h00 deste domingo, que vai ser transmitida em direito (live streaming), através dos canais digitais da diocese, emitiu orientações complementares no combate ao coronavírus Covid-19.

Na informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, a Diocese do Algarve explica que quem desejar associar-se em oração a D. Manuel Quintas pode acompanhar a Missa na página da diocese na rede social Facebook e do jornal ‘Folha do Domingo’.

O bispo diocesano vai celebrar a Eucaristia privada seguindo as regras definidas pela Conferência Episcopal Portuguesa que, esta sexta-feira, determinou a suspensão da celebração comunitária das Missas, até “ser superada atual situação de emergência”.

D. Manuel Quintas emitiu também orientações complementares para o combate ao Covid-19, que devem ser assumidas “até nova comunicação”, onde se destacam as suspensões da “celebração comunitária da Missa (dominical e ferial) em todos os lugares abertos ao culto público” e “de todas as celebrações e atos de culto comunitários (celebrações penitenciais, vias-sacras, procissões)”.

Sobres as celebração das exéquias assinalou que “naturalmente, não ficam suspensas”, mas constarão de uma celebração “digna e breve, dirigida particularmente aos familiares mais próximos”, evitando aglomerações.

“Exortamos o clero diocesano a permanecer ainda mais disponível para manifestar a sua proximidade, junto dos que se sentem mais vulneráveis e frágeis. A Palavra de Deus (não entra em quarentena) não pode ser «acorrentada/aprisionada». É verdadeiro alimento que fortalece na fé”, desenvolveu, exortando a “modos alternativos” de “celebrar o Domingo em família”, nomeadamente com as “novas tecnologias”.

O bispo do Algarve anunciou também um esquema de “Celebração do domingo em família”, centrada na Palavra própria do domingo, com uma sugestão de partilha da mesma e de oração, elaborada pelo Departamento de Liturgia, e pede que seja enviado “através das «mailing list» paroquiais”, entre outros.

D. Manuel Quintas também suspendeu a visita pastoral às paróquias de Loulé, que começou no domingo dia 8, o “extenso programa” só terminava a 22 de março, e depois comunicará a decisão sobre uma nova visita a estas comunidades.

O vigário da Pastoral algarvia, o padre António de Freitas, também informou que os Serviços Diocesanos, no Largo da Sé em Faro, vão permanecer encerrados “por tempo indeterminado, enquanto se justificar e se mantiver este tempo de alerta”.

A nota enviada à Agência ECCLESIA informa também que a Cúria da diocese do sul de Portugal está encerrada – Vigararia-Geral, Chancelaria, Tribunal Eclesiástico – e o espaço físico destes serviços “fechará, pelo que qualquer informação ou pedido deverá ser feito telefónica ou eletronicamente e nunca presencialmente”; A Casa de Retiros de São Lourenço “também fecha portas até ao final de março” e o Seminário de São José “está voluntariamente em quarentena”, desde quarta-feira.

As visitas às Sés de Silves e Faro estão suspensas, respetivamente até ao final deste mês e até 13 de abril, informam os seus responsáveis.

A Direção Geral de Saúde informou hoje que em Portugal existem 169 pessoas infetadas, 1704 suspeitos, 126 pessoas estão em análise e 5011 em vigilância; O surto de Covid-19 foi detetado em dezembro de 2019, na China, e a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

CB

 

Covid-19: Bispo do Algarve publicou orientações sobre eventos com maior participação de pessoas

 

Covid-19: «Templos» e liturgias no ambiente digital

Partilhar:
Share