Lisboa, 02 ago 2019 (Ecclesia) – Dois grupos de voluntários, num total de 17 pessoas, partiram esta quinta e sexta-feira para a Tanzânia, para participar em projetos ligados aos Missionários da Consolata.

“A minha vontade de partir é muita. Sinto cada vez mais o que é isto de ir em missão, o querer entregar o meu tempo e tudo o que temos àquelas crianças, podendo dar-lhes um futuro melhor é espetacular”, referiu Vítor Macias, de Lisboa, à revista ‘Fátima Missionária’, da congregação.

Maria Luís Fernandes, de 22 anos, que esteve no Uganda em 2017: “Estou pronta para dar tudo de mim e estou aberta para me entregar a 100 por cento a esta missão, que nos apaixonou a todos os que partimos este ano rumo à Tanzânia”.

Divididos em dois grupos, os jovens vão trabalhar nas missões de Ubungo e Mgongo.

Os Missionários da Consolata celebram este ano o centenário da sua presença na Tanzânia e, neste contexto, convidaram os voluntários portugueses a desenvolver as atividades nas escolinhas, trabalhar com crianças e jovens, visitar as comunidades e famílias, e participar em trabalhos de restauro, informa a ‘Fátima Missionária’.

OC

Partilhar:
Share