D. António Augusto Azevedo assinala «Dia da Diocese» com mensagem para as comunidades

Vila Real, 05 jun 2022 (Ecclesia) – O bispo de Vila Real incentiva as comunidades católicas à fraternidade e a ser “mais próxima de todos, sobretudo dos doentes, dos pobres e fragilizados”, numa mensagem para o ‘Dia da Diocese’, que se assinala hoje, solenidade de Pentecostes.

“Que na celebração deste dia o Espírito Santo nos anime e fortaleça para sermos, na diocese e em cada uma das suas comunidades, uma Igreja mais viva e acolhedora, capaz de dar um testemunho alegre da fé, de a celebrar com dignidade e a tornar operante na caridade”, disse D. António Augusto Azevedo, na mensagem à diocese.

“Uma Igreja mais fraterna nos seus membros, mais próxima de todos, sobretudo dos doentes, dos pobres e fragilizados”, acrescenta o bispo de Vila Real, no texto enviado à Agência ECCLESIA, desejando também que esta seja uma Igreja “fiel à tradição e capaz de se renovar num estilo sinodal e processos mais inclusivos e participativos”.

O Dia da Diocese de Vila Real acontece em pleno Ano Jubilar, no 100.º aniversário da criação desta Igreja local.

D. António Augusto Azevedo adianta que este dia vai ser comemorado “em cada comunidade” que é “convidada a reforçar a sua comunhão com a diocese” de que faz parte e com toda a Igreja.

Segundo o bispo de Vila Real a celebração do ‘Dia da Diocese’ deve ajudar cada pessoa a “tomar mais consciência da Igreja” que são, “da sua realidade atual e concreta, das suas dificuldades e desafios”, e é também uma ocasião especial para todos renovarem o seu compromisso com a missão da Igreja, que “é de todos” e hoje “exige um grande sentido de comunhão e unidade”.

Como cristãos, todos fazemos parte desta Igreja Local, somos membros deste povo, pedras vivas deste templo que se vai construindo na história. Nos últimos três anos, por vontade de Deus e escolha do Papa Francisco, com muita alegria tenho sido vosso bispo, pastor e irmão na fé”.

O bispo diocesano recorda que esta Igreja tem 264 paróquias, organizadas em oito arciprestados, e têm ao serviço um “dedicado clero” de 100 padres e cinco diáconos, vários institutos e congregações religiosas, masculinas e femininas, muitos leigos inseridos em comunidades, movimentos e instituições eclesiais, num território desde o rio Douro até à fronteira, da serra do Marão e do Alvão até ao Tua.

A Diocese de Vila Real foi criada a 20 de abril de 1922, e está a comemorar os 100 anos, até 8 de dezembro deste ano de 2022.

CB/OC

 

Vila Real: Diocese celebrou «dia marcante» do centésimo aniversário da sua criação (c/fotos)

Partilhar:
Share