Igreja Católica vive semana dedicada aos consagrados e consagradas, em Portugal

 

Lisboa, 31 jan 2020 (Ecclesia) – A Igreja Católica em Portugal está a viver a Semana do Consagrado 2020 com o tema ‘Consagrados para evangelizar’, que recorda, segundo o padre Paulo Coelho, religioso dehoniano, a sua “identidade no seio da Igreja”.

“Os consagrados dão testemunho por si, nesta doação. Não damos propriamente coisa, mas damo-nos, que é o ponto central da missão”, afirmou o membro da congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, o padre Paulo Coelho explica que se pode distinguir a vida religiosa monástica, “que através do silêncio, numa vida de recolhimento, entregam toda a sua vida, e é uma vida muito fecunda, no seio da Igreja”, e os Institutos de Vida Apostólica.

Sobre a vida nos mosteiros, o religioso realça ainda que “são uma memória muito viva” ainda que, aparentemente, não estejam“a fazer muita coisa aos olhos do mundo”, e dá como exemplo Santa Teresinha do Menino Jesus que “dedicou a vida à contemplação num convento” e é padroeira das Missões.

Sobre os Institutos de Vida Apostólica, onde se inserem os Dehonianos, o sacerdote assinala que se dedicam a “atividades dentro do mundo e na Igreja”, numa vida concreta de doação “através de obras de beneficência, ações missionárias”, na educação, na saúde e vivem os conceitos evangélicos da “pobreza, castidade e obediência”, num “seguimento especial de Jesus”.

O padre Paulo Coelho recorda que optou por esta vocação depois de um convite, “ainda era adolescente”, e “não sabia o que era ser consagrado, o que era ser religioso”, mas foi para o seminário e foi crescendo com “o testemunho de tantos dos padres” que o acompanhavam e “foram cativando” como “o exemplo dos missionários”.

Este domingo, 2 de fevereiro, é o Dia Mundial da Vida Consagrada e o padre Paulo Coelho contextualiza que a festa litúrgica “reporta” para o episódio bíblico no Evangelho de São Lucas da apresentação de Jesus no Templo, por Maria e José, 40 dias depois do seu nascimento.

O religioso refere que, nesse episódio, “há qualquer coisa de tão central que é a oferta” de “uma vida total para Deus e para o reino, de serviço aos outros”.

Em Portugal, diversas dioceses vão assinalar o Dia do Consagrado, este sábado e domingo, dias 1 e 2, e no Vaticano, o Papa Francisco, que pertence à Companhia de Jesus (Jesuítas), celebra a Missa da Festa da Apresentação do Senhor, às 17h00 deste sábado (menos uma hora em Lisboa), com os membros dos Institutos de Vida Consagrada e das Sociedades de Vida Apostólica, na Basílica de São Pedro.

Em Fátima, no final do mês de fevereiro, entre os dias 22 e 25, realiza-se a 35.ª semana de estudos sobre a vida consagrada com o tema ‘Consagrados para Evangelizar’.

PR/CB/OC

Portugal: Semana da Vida Consagrada celebra «um dos maiores tesouros da vida da Igreja»

 

Partilhar:
Share