Fátima, 23 jul 2021 (Ecclesia) – O Instituto Secular das Cooperadoras da Família (ISCF) está a realizar a sua assembleia geral eletiva, com o tema ‘Cultura, Identidade, Renovação e Missão’, desde esta quinta-feira, até dia 31 de julho, em Fátima.

“Será um tempo intenso de estudo, reflexão, diálogo, oração e tomada de decisões; mas também um tempo de avaliação, revisão e projeção”, explica o ISCF numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O Instituto Secular das Cooperadoras da Família informa que a sua assembleia geral reúne de seis em seis anos e, entre outros assuntos, compete “eleger a coordenadora geral e o seu conselho”, bem como analisar e atualizar “as formas de vivência do carisma, espiritualidade, missão e comunhão fraterna”.

Até ao dia 31 de julho, o ISCF conta com a intervenção de peritos em várias áreas da espiritualidade, da teologia, do Direito Canónico e da missão, como D. António Couto, bispo de Lamego, D. Augusto César, bispo emérito de Portalegre-Castelo Branco, o professor universitário e teólogo Juan Ambrósio, o jurista Luciano Marcos, uma família do Movimento por um Lar Cristão (MLC), Jovens ‘Focos de Esperança’ e outros colaboradores.

As Cooperadoras da Família, na fidelidade ao carisma e missão do instituto secular, propõem-se identificar “desafios e interpelações” que permitam dar continuidade à missão.

O Instituto Secular das Cooperadoras da Família nasceu na Guarda em 1933 e foi fundado pelo venerável padre Joaquim Alves Brás.

O ‘Jornal da Família’ que celebrou 61 anos de vida, em janeiro, é um dos instrumentos para a realização do carisma do ISCF.

CB

Partilhar:
Share