Santa Sé convida cada paróquia a organizar uma celebração especial, a 25 de julho

Cidade do Vaticano, 23 jul 2021 (Ecclesia) – A Penitenciária Apostólica (Santa Sé) anunciou que a celebração do I Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, a 25 de julho, vai contar com indulgência plenária.

A indulgência é definida no Código de Direito Canónico (cf. cân. 992) e no Catecismo da Igreja Católica (n.º 1471) como “a remissão, perante Deus, da pena temporal devida aos pecados cuja culpa já foi apagada”, que o crente obtém em “certas e determinadas condições pela ação da Igreja”.

A possibilidade de obtenção de indulgência plenária, sob as condições tradicionais na doutrina católica (confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Sumo Pontífice) estende-se à celebração presidida pelo Papa e às que vão decorrer em todo o mundo, bem como a quem dedique tempo para “visitar real ou virtualmente os irmãos idosos necessitados ou em dificuldade”.

“Poderão igualmente lucrar a indulgência plenária, pressupostos o desapego a qualquer pecado e a intenção de cumprir assim que possível as três consuetas condições, os idosos doentes e todos os que, impossibilitados de sair de casa por grave motivo, se unirem espiritualmente às funções sagradas do Dia Mundial, oferecendo a Deus Misericordioso as suas orações, dores e sofrimentos da própria vida”, acrescenta o decreto assinado pelo cardeal Mauro Piacenza, penitenciário-mor.

A Santa Sé convida cada diocese e cada paróquia a dedicar uma das Missas dominicais para a celebração do I Dia Mundial dos Avós e dos Idosos; sugere-se ainda 23que se organizem celebrações eucarísticas ou momentos de oração em hospitais e lares de idosos.

OC

Partilhar:
Share