Futuro cardeal Luis Ladaria assina texto de resposta a «dúvidas» quanto à possibilidade de acesso das mulheres ao sacerdócio

Cidade do Vaticano, 30 mai 2018 (Ecclesia) – O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé (Santa Sé) reafirmou, num texto publicado hoje no jornal do Vaticano, o caráter “definitivo” da doutrina católica sobre ordenação sacerdotal, reservada aos homens.

O futuro cardeal Luis Ladaria respondeu assim a “dúvidas” que se levantam pontualmente quanto à possibilidade de acesso das mulheres ao sacerdócio.

“Cristo quis dar este sacramento aos doze apóstolos, todos homens que, por sua vez, o comunicaram a outros homens. A Igreja sempre se reconheceu vinculada a esta decisão do Senhor, que exclui que o sacerdócio ministerial possa ser conferido validamente às mulheres”, escreve o responsável.

O texto recorda as orientações dos últimos Papas, em particular a na carta apostólica ‘Ordinatio Sacerdotalis’, de São João Paulo II, datada de 1994, na qual se lê que “a Igreja não tem a faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres” e que esta determinação “deve ser considerada como definitiva por todos os fiéis”.

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé lamenta que alguns coloquem em causa este ensinamento, dentro das comunidades católicas.

“Semear estas dúvidas cria uma séria confusão entre os fiéis, não apenas sobre o sacramento da ordem como parte da constituição divina da Igreja, mas também sobre o magistério ordinário que pode ensinar a doutrina católica de maneira infalível”, aponta.

Para D. Luis Ladaria, esta questão não representa “apenas um elemento disciplinar, mas um elemento doutrinário”.

OC

Partilhar:
Share