Francisco destaca importância da gratuidade, em homilia na Casa de Santa Marta

Cidade do Vaticano, 21 jan 2020 (Ecclesia) – O Papa renovou hoje no Vaticano os alertas contra o carreirismo eclesiástico, sublinhando a importância da gratuidade, numa homilia na Casa de Santa Marta.

“Nós sacerdotes, bispos, não pagamos nada para nos tornarmos sacerdotes e bispos – pelo menos eu penso assim, não? Porque existem aqueles que querem ir em frente na chamada carreira eclesiástica, que se comportam de modo simoníaco, buscam influências para se tornar aqui, ali”, advertiu, durante a Missa a que presidiu esta manhã.

Francisco lamentou que muitos que se dizem de “família cristã, cultura cristã” rejeitem a gratuidade de Deus.

“Os dons do Senhor não se compram”, sustentou.

A intervenção apontou ainda aos que recorrem a meios ilícitos para ascender, na vida profissional, lamentando que o “carreirismo” exista entre os cristãos.

“O ser cristão, ser sacerdotes, ser bispos é somente um dom. E assim se entende a nossa atitude de humildade, a que devemos ter, sem nenhum mérito. Devemos somente custodiar este dom, para que não se perca”, pediu.

OC

Partilhar:
Share