Responsável português destacou importância de conhecer «sensibilidade» de Francisco sobre as várias opções da organização

Foto: Vatican Media

Cidade do Vaticano, 29 set 2022 (Ecclesia) – O Papa recebeu hoje em audiência, no Vaticano, o presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, D. Américo Aguiar, com quem conversou sobre a próxima edição internacional deste evento, promovido pela Igreja Católica.

“Esta é a terceira audiência que o Papa nos concede, o que é um honra, para partilhar o caminho feito, até para ver, digamos assim, a sua sensibilidade, o que o seu coração diz em relação a assuntos e tarefas que temos a desenvolver”, disse à Agência ECCLESIA o bispo auxiliar de Lisboa.

O responsável destaca a importância de aferir “em direto”, as impressões do “coração de Francisco” sobre a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude, que a capital portuguesa recebe de 1 a 6 de agosto de 2023.

“É a sua jornada, é o seu convite. Estas audiências permitem, por um lado, que o Papa tenha conhecimento direto do ponto de situação, o que é o nosso objetivo, bem como para ir redesenhando algumas decisões, para mais perto do que é o sentir e o desejo de Francisco”, acrescenta D. Américo Aguiar.

O presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023 assume o desafio de apresentar uma jornada “diferente”, respondendo às indicações do pontífice.

“Temos transportado esse desafio que o Papa coloca aos jovens e que nos coloca, porque a jornada não tem de ser, obrigatoriamente, uma fotocópia das edições anteriores”, indica.

O bispo auxiliar de Lisboa assume o objetivo de, “mantendo a estrutura das edições anteriores, a identidade de cada JMJ”, poder dar uma “marca” específica à edição de Lisboa, ajudados pelo “sentir do Papa Francisco em relação aos jovens”.

“Estes encontros são muito importantes, para irmos redirecionando o caminho”, concluiu.

O anúncio da escolha da capital portuguesa aconteceu a 27 de janeiro de 2019, no final da JMJ acolhida pelo Panamá.

A JMJ nasceu por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

As edições internacionais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, e desde então a JMJ já passou pelas seguintes cidades: Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

PR/OC

JMJ 2023: «Todos juntos em Lisboa!» é o convite do Papa

Partilhar:
Share