Francisco presidiu, este sábado, às vésperas que encerram a semana de oração pela Unidade dos Cristãos

Foto: Rádio Vaticano

Cidade do Vaticano, 25 jan 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco presidiu este sábado às vésperas, na Basílica de São Paulo Fora dos Muros, no Vaticano para assinalar o fim da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos e pediu para “não deixarem de invocar o dom da unidade”.

“Desta Semana de Oração gostaríamos de aprender a ser mais hospitaleiros, antes de tudo entre nós, cristãos, também entre irmãos de diferentes confissões. A hospitalidade pertence à tradição das comunidades e das famílias cristãs”, disse Francisco na sua homilia.

Neste dia em que se evoca a conversão de São Paulo o Papa lembrou a hospitalidade com que “os habitantes de Malta acolheram Paulo e seus companheiros, com gentileza e benevolência”, e nunca pode ser esquecido, “sem nunca nos cansarmos, continuemos a rezar para invocar a Deus o dom da plena unidade entre nós.”

Francisco pediu para que os cristãos não se deixem atrair pelas “lógicas mundanas” mas escutem os “pequenos e pobres” e as comunidades mais perseguidas.

“Mesmo as menores e menos relevantes aos olhos do mundo fazem a experiência do Espírito Santo, vivem o amor a Deus e ao próximo, têm uma mensagem a oferecer a toda a família cristã. Pensemos nas comunidades cristãs marginalizadas e perseguidas”, referiu.

Outro aspecto abordado pelo Papa na sua intervenção é a salvação de todos e a igualdade entres os cristãos. 

“Também entre os cristãos, cada comunidade tem um dom para oferecer aos outros. Quanto mais olharmos para além dos interesses de parte e superarmos as heranças do passado no desejo de avançar em direção a um ancoradouro comum, mais seremos capazes de espontaneamente reconhecer, acolher e compartilhar esses dons”, advertiu.

SN

Partilhar:
Share