Cidade do Vaticano, 28 jan 2020 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje à alegria e espontaneidade dos cristãos, na homilia da Missa a que presidiu no Vaticano.

“Quando falta a alegria a um cristão, esse cristão não é fecundo; quando falta a alegria no nosso coração, não há fecundidade”, declarou, na Capela da Casa de Santa Marta.

“A Igreja não avançará, o Evangelho não pode avançar com evangelizadores enfadonhos, amargurados. Não… Só pode avançar com evangelizadores alegres, cheios de vida”, acrescentou.

Francisco sublinhou que os crentes não devem ter vergonha de expressar a “alegria do encontro” com Deus, lamentando que alguns rejeitem esta “espontaneidade”.

“A Palavra de Deus não se envergonha da festa”, insistiu.

 

 

Partilhar:
Share