Francisco associou-se à beatificação de Rutílio Grande, Cosme Spessotto, Manuel Solórzano e Nelson Lemus

Cidade do Vaticano, 23 jan 2022 (Ecclesia) – O Papa recordou hoje no Vaticano os “mártires da fé” Rutílio Grande, Cosme Spessotto, Manuel Solórzano e Nelson Lemus, beatificados este sábado em El Salvador.

“Estiveram ao lado dos pobres, testemunhando o Evangelho, a verdade e a justiça até ao derramamento do sangue”, disse Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação do ângelus.

“Que o seu heroico exemplo suscite em todos o desejo de ser corajosos operários da paz e da fraternidade”, acrescentou.

A Missa de beatificação do jesuíta Rutílio Grande García, do padre franciscano Cosme Spessotto e dos leigos Manuel Solórzano e Nelson Lemus foi presidida pelo cardeal Gregorio Rosa Chávez, bispo auxiliar de San Salvador, em nome do Papa Francisco.

A celebração contou com a participação de cerca de seis mil pessoas, incluindo bispos de todas as jurisdições e da América Central, autoridades governamentais e representantes diplomáticos.

O cardeal Gregorio Rosa Chávez evocou, na sua homilia, os 75 mil mortos da guerra civil em El Salvador, entre eles sacerdotes, religiosas e “centenas de mártires anónimos”.

OC

Partilhar:
Share