Francisco destaca desafios colocados pela «concorrência da pesca industrial e a poluição»

Cidade do Vaticano, 04 ago 2020 (Ecclesia) – O Papa alertou para as dificuldades que pescadores e outros pessoas que vivem do mar têm de enfrentar, denunciando situações de “trabalho forçado” e “abandono em portos distantes”.

“A concorrência da pesca industrial e a poluição tornam o seu trabalho ainda mais complicado. Sem os trabalhadores do mar, muitas partes do mundo passariam fome”, acrescenta Francisco, na edição de agosto de ‘O Vídeo do Papa’.

A iniciativa da Rede Mundial de Oração do Papa apresenta a intenção que este propõe aos católicos de todo o mundo: “Rezemos por todas as pessoas que trabalham e vivem do mar, entre eles os marinheiros, os pescadores e suas famílias”.

A edição de agosto foi realizada em colaboração com o Apostolado do Mar/Stella Maris.

Em nota de imprensa enviada à Agência ECCLESIa, os organismos católicos recordam que a pesca marinha emprega, direta ou indiretamente, mais de 200 milhões de pessoas e que mais de 3 mil milhões dependem da biodiversidade marinha e costeira para a sua subsistência.

A Agência Europeia de Segurança Marítima declarou através de um relatório que, entre 2011 e 2020, houve 745 mortes de trabalhadores do mar e quase 9 mil feridos, entre outras trágicas estatísticas deste setor.

O diretor internacional do Apostolado do Mar/Stella Maris, padre Bruno Ciceri, observa que, “desde a declaração de pandemia pela Organização Mundial da Saúde, a vida dos marinheiros, pescadores e suas famílias foi significativamente afetada”.

“À medida que a situação evolui, os nossos capelães e voluntários procuram trabalhar para apoiar as necessidades dos trabalhadores do mar e garantir que eles não sejam maltratados no serviço prestado a outras pessoas durante a pandemia”, acrescenta o sacerdote.

O Apostolado do Mar/Stella Maris, que em outubro completa 100 anos, é uma obra pontifícia afeta ao Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, presente em mais de 300 portos, que acompanha os profissionais ligados à atividade marítima, particularmente no setor da pesca, prestando assistência social, moral e espiritual aos pescadores e às suas famílias.

OC

Partilhar:
Share