Míssil russo atingiu um centro comercial na cidade de Krementchouk

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 29 jun 2022 (Ecclesia) – O Papa condenou hoje os “ataques bárbaros” que atingem a Ucrânia, evocando em particular as vítimas atingidas por um míssil num centro comercial na cidade de Krementchouk, esta segunda-feira.

“Trago todos os dias no coração a querida e martirizada Ucrânia, que continua a ser flagelada por ataques bárbaros, como o que atingiu o centro comercial de Krementchouk”, disse, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação do ângelus, na solenidade de São Pedro e São Paulo.

Francisco convidou os peregrinos presentes na Praça de São Pedro a rezar para que “esta guerra louca possa ver em breve o seu fim”.

“Renovo o convite a perseverar, sem cansaço, na oração pela paz: que o Senhor abra os caminhos de diálogo que os homens não querem ou não conseguem encontrar. E não deixemos de socorrer a população ucraniana, tão sofredora”, concluiu.

O ataque em Krementchouk, no centro da Ucrânia, que provocou pelo menos 13 mortos e 40 feridos.

OC

Partilhar:
Share