País sul-americano vive onda de manifestações contra políticas económicas do governo

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 26 jun 2022 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje ao diálogo no Equador, afirmando seguir com “preocupação” a situação no país sul-americano, marcada por manifestações contra políticas económicas do governo.

“Estou próximo desse povo e encorajo todas as partes a abandonar a violência e as posições extremadas. Aprendamos: apenas com o diálogo se poderá encontrar a paz social – espero que em breve -, com particular atenção às populações marginalizadas e mais pobres, mas sempre respeitando os direitos de todos e as instituições do país”, disse, após a recitação da oração do ângelus.

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, revogou no sábado o estado de emergência em vigor desde 18 de junho; os protestos provocaram seis mortos e pelo menos 200 feridos.

OC

Partilhar:
Share