Francisco associou-se ao Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres

Cidade do Vaticano, 25 nov 2015 (Ecclesia) – O Papa Francisco afirmou hoje que “as mulheres vítimas de violência devem ser protegidas pela sociedade”, numa mensagem pelo Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, na rede social Twitter.

“As diversas formas de maus-tratos que muitas mulheres sofrem são uma covardia e uma degradação para os homens e para toda a humanidade. Não podemos olhar para o outro lado”, escreveu o Papa.

Francisco acrescenta que as mulheres vítimas de violência “devem ser protegidas pela sociedade”, na mensagem publicada na conta ‘@Pontifex_pt’ na rede social Twitter.

Na tarde desta quinta-feira, o Papa Francisco também esteve a conversar  com 71 jovens da comunidade ‘Scholas Ocurrentes’, de 41 países, incluindo Portugal, e, no contexto das condições de vida dos refugiados, alertou para a realidade das mulheres que são “vendidas como mercadorias”, algo que “acontece hoje” com meninas e com mães jovens, por exemplo.

O Dia Internacional de combate à violência contra as mulheres, que se celebra anualmente a 25 de novembro, foi criado pelas Nações Unidas com o “objetivo de alertar para um problema transversal que atinge todos os anos milhares de mulheres em todo o mundo”

CB

 

Mulher: Equipas «dinâmicas e proativas» responderam ao aumento de casos de violência durante a pandemia (c/ vídeo)

Partilhar:
Share