Ataques contra igrejas e hotéis, em dia de Páscoa, fazem mais de 200 mortos

Lisboa, 21 abr 2019 (Ecclesia) – O Papa condenou hoje a série de ataques à bomba contra três igrejas e vários hotéis, no Sri Lanka, que provocaram mais de 200 mortos e 400 feridos, incluindo uma vítima mortal de nacionalidade portuguesa.

“Recebi com tristeza e dor a notícia dos graves atentados que, precisamente hoje, dia de Páscoa, levaram dor e luto a igrejas e locais de encontro no Sri Lanka. Desejo manifesta a minha afetuosa proximidade às comunidades cristãs, atingidas enquanto estavam recolhidas em oração, e a todas as vítimas desta violência tão cruel”, declarou, desde a varanda central da Basílica de São Pedro, após proclamar a sua mensagem pascal.

“Confio ao Senhor os que despareceram tragicamente, rezando pelos feridos e por todos os que sofrem por causa deste acontecimento dramático”, acrescentou.

As explosões ocorreram “quase em simultâneo”, pelas 08h45 horas (03h15 em Lisboa), no Domingo de Páscoa, em que as comunidades católicas celebram a festa mais importante do seu calendário; outros ataques seguiram-se, horas mais tarde.

Os ataques contra minorias religiosas têm-se multiplicado no Sri Lanka, onde os cristãos representam cerca de 7% da população.

OC

Notícia atualizada às 11h20

Partilhar:
Share