Nome do próximo reitor do Santuário de Fátima pode ser anunciado no final da assembleia plenária

Fátima, Santarém, 04 mai 2011 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) vai lançar em “setembro ou outubro” um inquérito às “atitudes” e “expetativas” da população no que respeita à ação da Igreja Católica, revelou hoje o porta-voz daquele órgão colegial.

A sondagem, inicialmente agendada para a primeira metade deste ano foi adiada depois de os especialistas concluírem que “o ambiente sociopolítico pré-eleitoral iria confundir os dados”, explicou o padre Manuel Morujão, secretário da CEP, em conferência de imprensa realizada ao início da tarde no Santuário de Fátima.

Os prelados reunidos desde segunda-feira na Cova da Iria para a 177.ª assembleia plenária da CEP decidiram protelar o estudo, que também recolhe o parecer de pessoas distanciadas do catolicismo, na esperança de que os resultados “sejam mais fiáveis”.

O inquérito, que foca temas como a assiduidade da prática religiosa e a descrença, constitui um “exercício de realismo para que a ação da Igreja possa ser uma resposta aos desafios da sociedade”, referiu Manuel Morujão.

O adiamento impede que os resultados sejam apreciados nas jornadas pastorais do episcopado, a 13 a 15 de junho, onde os bispos vão estudar a síntese do documento ‘Repensar a Pastoral da Igreja em Portugal’, em elaboração desde 2010.

“Uma sondagem sociológica diz alguma coisa mas não é um dado absoluto”, assinalou o porta-voz, acrescentando que o episcopado quer que as conclusões do estudo estejam disponíveis durante a assembleia plenária da CEP marcada para novembro.

O recenseamento da prática dominical, que pretende recolher dados sobre a participação nas missas de domingo, foi também prorrogado devido à proximidade das eleições de 5 de junho para a Assembleia da República, não tendo sido estabelecida uma data para a sua realização.

Manuel Morujão anunciou que nesta quinta-feira, último dia da assembleia plenária, vão ser reveladas novidades sobre o próximo reitor do Santuário de Fátima, cargo ocupado até agora pelo padre Virgílio Antunes, que a 28 de abril foi nomeado bispo de Coimbra por Bento XVI.

Até ao encerramento dos trabalhos, a agenda dos bispos inclui a discussão de um documento relativo à Madre Maria Clara do Menino Jesus (1843-1899), cuja beatificação vai ocorrer a 21 de maio, no estádio do Restelo, em Lisboa.

Caso seja aprovado pelo episcopado, o texto será divulgado esta quinta-feira, durante a conferência de imprensa marcada para as 14:30 no Santuário de Fátima, encontro que não contará com a presença do novo presidente da CEP, D. José Policarpo, cardeal-patriarca de Lisboa, que na tarde desse dia parte para Roma.

Os prelados vão também analisar o novo catecismo para os jovens («YouCat»), além de prepararem as jornadas pastorais do episcopado, cujo programa prevê a participação do presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização, o arcebispo italiano Rino Fisichella.

RM/OC

Partilhar:
Share