Na homilia da celebração da Morte e Paixão de Cristo, D. Francisco Senra Coelho enviou também uma saudação a todos os que “arriscam a vida” no combate ao Covid-19

Évora, 10 Abr 2020 (ECCLESIA) – O Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho, na celebração de Sexta-feira Santa recordou “em especial” os “doentes e idosos” e os “profissionais de saúde” que dão trabalham horas infindáveis para combater a pandemia do Covid-19.

Na homilia da Morte e Paixão de Cristo enviou também uma saudação a todos os que “arriscam a vida” e têm por divisa «Vida por Vida» e referiu que a leitura escutada da Paixão do Evangelho de São João “constitui o modo privilegiado de acesso ao mistério pascal”.

Apesar das “fragilidades dos homens”, o Arcebispo de Évora realça que Jesus “nunca desiste dos homens” e “aprendemos com Ele a obediência na fragilidade”.

Perante a mensagem que a vida de Cristo transmite, D. Francisco Senra Coelho pede aos cristãos “para rezarem com transparência”.

LFS

Celebração da Paixão do Senhor

Celebração da Paixão do Senhorpresidida pelo Sr. Arcebispo de Évora, D. Francisco José Senra Coelho

Publicado por Arquidiocese de Évora em Sexta-feira, 10 de abril de 2020

 

Partilhar:
Share