Almada, 20 fev 2018 (Ecclesia) – O diretor do Serviço de Oncologia do Hospital de Santa Maria, Luís Costa, vai falar sobre ‘Eutanásia e o valor da vida’ esta quinta-feira a partir das 21h15, na igreja Nossa Senhora do Livramento, na Sobreda, Almada.

“Queremos ajudar a entender que a fé não nos alheia destas problemáticas, mas que nos leva a tomar uma atitude responsável e coerente”, disse o pároco da Sobreda em declarações à Agência ECCLESIA.

O padre João Dias explicou que a ideia da conferência sobre a eutanásia surgiu subjacente a “duas preocupações”, primeiro a necessidade de facultar aos paroquianos um momento “formativo e esclarecedor de consciências” e depois a “pertinência e atualidade” da temática.

“Sabemos que esta temática tem estado em cima da mesa na Assembleia da República, que o referendo poderá ser algo proeminente e por isso surge-nos como uma necessidade o esclarecer a comunidade”, desenvolve o sacerdote.

O pároco da Sobreda revela que outra preocupação é a informação que chega através dos meios de comunicação social que “muitas vezes é «desnutrida» no conteúdo formativo”.

“Infelizmente, só chegam os chavões de uma aparente liberdade que alimentam a ideologia de algumas «cúpulas»”, realçou.

Para o padre João Dias é preciso “assumir a responsabilidade” de ajudar a formar e esclarecer as pessoas, revelando como a fé “ajuda a acolher o valor da vida” como refere o Papa Francisco, um valor “tão grande e tão inalienável”.

O sacerdote contextualiza ainda que a conferência ‘Eutanásia e o valor da vida’ surgiu de uma conversa com um paroquiano e de alguns agentes da pastoral da juventude na Paróquia da Sobreda referirem que o tema “é uma constante nas dúvidas e interrogações dos jovens” mas depois na realidade “não são muitos” os que procuram por exemplo o pároco para esclarecimentos ou conversar sobre a eutanásia.

CB

Partilhar:
Share