Responsáveis procuram responder às dificuldades levantadas pela pandemia, na preparação para a Páscoa

Setúbal, 02 mar 2021 (Ecclesia) – A Diocese de Setúbal decidiu disponibilizar uma dinâmica de Quaresma e para a oitava da Páscoa, convidando à reflexão das obras de misericórdia a partir da figura de São José, no seu ano especial.

A iniciativa está em destaque nas emissões do programa ECCLESIA, na Antena 1 da rádio pública, entre segunda e sexta-feira desta semana, com entrevista ao padre Luís Ferreira, vigário episcopal para a Pastoral.

O responsável sadino explica à Agência ECCLESIA que a “criatividade pedida pelo Papa” levou a fazer de São José a personagem central deste itinerário, falando primeira pessoa aos seus “queridos filhos”.

A dinâmica insere-se na celebração do ano dedicado a São José, decisão de Francisco tornada pública na sua carta apostólica ‘Patris corde – Com coração de Pai’, de 8 de dezembro de 2020, e que serve de referência à proposta da Diocese de Setúbal, divulgada online.

A proposta teve início na Quarta-Feira de Cinzas e termina no Domingo da Divina Misericórdia (11 de abril), uma semana depois da Páscoa.

Os materiais estão a ser disponibilizados a um ritmo semanal, sendo os guiões publicados na página oficial da Diocese na segunda-feira anterior ao domingo correspondente.

“Este ano, ao pensar na proposta da Quaresma, na incerteza sobre se vamos viver confinados ou desconfinados”, recorda o padre Luís Ferreira, surgiu a ideia de sair dos “moldes habituais” dos anos passados, tendo o grupo decidido convidar a Diocese de Setúbal a “caminhar com São José”.

A iniciativa convida a ler a carta apostólica ‘Com Coração de Pai’ e as passagens bíblicas que falam sobre São José, além de lançar o desafio de retomar as obras de misericórdia, como catequese, também com a “criatividade” exigida pelo confinamento.

“São José é esta personagem que queremos que nos ajude a viver as obras de misericórdia, como ele viveu na sua vida”, aponta o vigário episcopal para a Pastoral na Diocese de Setúbal.

Face à incerteza provocada pelo confinamento e a evolução da pandemia, os textos vão sendo redigidos ao longo da Quaresma.

A proposta é dirigida a cada pessoa, construindo “um caminho interior com São José”, numa espécie de “retiro espiritual” rumo à vivência da Páscoa.

A Diocese de Setúbal acrescenta uma “dimensão cultural”, neste itinerário, com a possibilidade de aceder, online, a obras de arte que sirvam de inspiração para a reflexão, além de propostas de leitura.

OC

Partilhar:
Share