Bispo presidiu ao rito da inscrição do nome dos catecúmenos da Diocese

Foto: Diocese de Santarém

Santarém, 11 mar 2019 (Ecclesia) – O bispo de Santarém presidiu este domingo ao rito da inscrição do nome dos catecúmenos da Diocese, numa celebração na catedral local em que advertiu para o “poder do mal” na Igreja e na sociedade.

“A violência doméstica e familiar, o abuso sobre menores, a escravidão e exploração humana, as injustiças e a falha de cooperação entre governantes das nações, são sintomas de que o poder do mal não desiste em desfazer o caminho da justiça e da paz”, referiu, numa homilia enviada hoje à Agência ECCLESIA.

As pessoas em preparação para o Batismo, os catecúmenos, são provenientes das paróquias da cidade de Santarém, de Torres Novas e do Cartaxo; vão ser batizados na próxima Vigília Pascal (noite de 20 para 21 de abril).

O bispo de Santarém sublinhou que o rito de inscrição é “uma etapa importante” na caminhada para a receção dos Sacramentos da Iniciação Cristã.

“A partir de hoje sois considerados e chamados eleitos, e passais a ter nas comunidades os ritos próprios da preparação próxima para acolheres bem os dons de Deus do Batismo, Confirmação e Eucaristia. É feita esta etapa na presença do bispo para valorizar o sentido da Igreja, como comunidade diocesana”, explicou.

D. José Traquina sublinhou que a Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa, tem duas dimensões: é “o tempo dos catecúmenos/eleitos se prepararem para o Batismo, Crisma e Eucaristia” e “o tempo privilegiado para todos os cristãos fazerem revisão de vida”.

“Façamos o caminho quaresmal como um exercício espiritual com Cristo, demos lugar à escuta da Palavra, à oração e ao amor generoso para com os irmãos mais necessitados”, apelou.

OC

Partilhar:
Share