34ª peregrinação da família salesiana recorda os 125 anos de presença em Portugal

Aveiro, 24 out 2020 (Ecclesia) – O provincial dos Salesianos, padre Aníbal Mendonça, presidiu este sábado à 34ª peregrinação da família salesiana ao santuário de Mogofores, na diocese de Aveiro, e lançou como desafio a “disponibilidade de cuidar, servir e educar os jovens”, tendo o “céu como horizonte”.

“Temos de ser capazes de levar Deus ao coração dos jovens, estar disponíveis para cuidar, servir, educar e evangelizar, mas unidos a uma dimensão muito importante e indispensável que é a profundidade espiritual, ter o céu como horizonte”, afirmou o padre Aníbal Mendonça. 

Esta peregrinação marca ainda os 125 anos de presença dos Salesianos em Portugal, “quando chegaram três jovens salesianos para o colégio de S. Caetano, em Braga”. 

A 34ª peregrinação da família salesiana ao santuário de Nossa Senhora Auxiliadores, em Mogofores, na diocese de Aveiro, aconteceu em moldes diferentes, devido à atual pandemia, sendo transmitida em direto pelos canais de comunicação da congregação. 

“Poucos são os que estamos aqui fisicamente, mas sempre que rezarmos não estamos sós, nem rezamos para nosso proveito pessoal, estamos em união com a Igreja”, aponta.

O sacerdote, na sua homilia, destacou a presença de Maria “operante” na vida de São João Bosco, fundador da congregação, mas também os exemplos de santos jovens, como Carlo Acutis e Chiara Luce, que “mostram que é possível ser santos nos dias de hoje”. 

SN

Partilhar:
Share