Conversamos com Alfreda Ferreira da Fonseca, professora de Filosofia e coautora no livro «Ressurgir, 40 perguntas sobre a pandemia», que assinala o tempo que vivemos como a oportunidade para uma mudança na pastoral da Igreja. A professora indica a responsabilidade e assertividade da Igreja em Portugal de, na hora certa, colocar o bem de todos à frente da tradição e encontrar alternativas de celebração comunitária.
Contra o discurso moralizante da Igreja, que em nada dialoga com a sociedade de agora, Alfreda Ferreira da Fonseca indica que o cuidado que sobressaiu neste tempo tem de continuar a ser a pedra de toque da ação próxima dos crentes com os olhos nas simples ações do Papa Francisco.

Partilhar:
Share