Comunidades católicas vão ajudar população da Venezuela e reforçar Fundo de Emergência Social

Foto Jornal A Guarda/Francisco Barbeira, D. António Luciano

Viseu, 28 fev 2019 (Ecclesia) – O bispo de Viseu desafiou os católicos da diocese a viver com “seriedade” o tempo de preparação para a Páscoa, com um “esforço de conversão, de penitência, de oração e jejum”.

“Vivamos todos com muita fé e seriedade este tempo de renovação humana, moral e espiritual que Deus pede a todos os cristãos. Que a mensagem do Papa Francisco nos inspire a fazer este caminho de graça”, escreve D. António Luciano, na sua mensagem para a Quaresma 2019.

O responsável anuncia que a renúncia quaresmal dos cristãos desta Diocese, “como decidido no último Conselho Presbiteral”, se destina em 2019 aos “irmãos sofredores da Venezuela”, através da Cáritas desse país, e ao Fundo de Emergência Social da Igreja Católica em Viseu.

A menos de uma semana da celebração de Quarta-Feira de Cinzas, assinala D. António Luciano, a Igreja prepara-se para iniciar com fé o caminho quaresmal, tempo favorável à conversão, tempo de graça e salvação”.

A Quaresma é um tempo de 40 dias que tem início com a celebração de Cinzas, marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão, este ano dia 21 de abril.

OC

Partilhar:
Share